OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




sexta-feira, 17 de abril de 2009

A Magia da Poesia - Contos de Fabio Rocha



"O Despertar

Carlos acordou com o sol na cara. A dor de cabeça era tamanha que nem lembrava seu nome. Abriu os olhos e notou que estava na praia. Tinha dormido sobre uma garrafa de sidra. Que maneira de começar o ano...
Caminhou pela areia cheia de lixo, garrafas e camisinhas usadas, tentando chegar até seu carro. Queria ir pra casa, tomar um bom banho e tentar se recuperar daquele porre. Sua mãe devia estar desesperada com o seu sumiço. Mas então ficou em dúvida se tinha vindo mesmo de carro para Copacabana na noite anterior. Não conseguia lembrar nada.

Sentou-se no calçadão e só então notou que tudo estava muito quieto. Que horas seriam? Talvez fosse muito cedo. Não passava viva alma na rua, nem na praia... nenhum carro, nenhuma pessoa, nada. Começou a achar tudo muito estranho. Levantou-se e andou pela orla, procurando, cada vez mais desesperado, algum sinal de vida. Nada.

Meu Deus, o que poderia ser aquilo? A cada minuto que passava, mais nervoso ia ficando. Em sua mente vinham profecias de Nostradamus, textos sobre o apocalipse... E aquele silêncio longo... Interminável... Havia cadeiras caídas, carros largados no meio da rua, roupas pelo chão, lojas abertas... mas nenhum ser vivo!

Carlos começou a correr, desesperado, pelo calçadão de Copacabana deserto, tentando achar pessoas e respostas, mas não conseguiu. Depois de algum tempo, exausto, parou e voltou-se para o mar.

Foi quando viu na praia, perto da água, uma pessoa. Retomou o fôlego e foi correndo, gritando até ela. Era uma mulher. Que alívio não estar sozinho numa situação dessas... Ela olhava o mar, com uma expressão aborrecida. Segurava uma garra"
De Fábio Rocha
****************Marimaura**************

Nenhum comentário: