OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

FELIZ ANO NOVO!!!



Mais um ano que termina...
Muitos sonhos perdidos...
Muitos sonhos realizados...
Paixões... Decepções...
Desejos que talvez seja apenas sonhos...
Mas acredite em 2010 tudo será maravilhoso...
Acredite em você... No seu potencial...
Na sua fé e esperança...
A paz que procuramos está dentro de nos...
Basta parar e se conhecer...
Fale tudo que pensa ainda este ano...
Para no novo ano, você comece leve sem mágoas...
Não magoe as pessoas por nada...
Trate-as com carinho e respeito que você quer ser tratado...
Entre o novo ano de coração aberto...
Para novas experiências...
Nunca pense que você já sabe tudo...
Enquanto nossos corações bater...
Estaremos apreendendo muito com as pessoas e com a vida.
Ame... Chore... Viva com intensidade...
E seja muito feliz...
Estes são meus votos a você para o Novo Ano.

Um 2010 repleto de realizações e felicidade..

beijos no ♥
Maura
Um brinde ao ano que termina e ao que se inicia, paz na terra aos homens de boa vontade

**************marimaura**************

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Agradecimento pelo ano de 2009


Obrigado SENHOR por mais um ano!!!


Meus amigos,


Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é efêmera, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes.

Muitas flores são colhidas cedo demais.
Algumas, mesmo ainda em botão.
Há sementes que nunca brotam e há aquelas flores que vivem a vida
inteira até que, pétala por pétala, tranqüilas, vividas, se entregam ao
vento.

Mas a gente não sabe adivinhar.
A gente não sabe por quanto tempo
estará enfeitando esse Éden e tampouco aquelas flores que foram
plantadas ao nosso redor. E descuidamos. Cuidamos pouco. De nós, dos
outros.

Nos entristecemos por coisas pequenas, inúteis e perdemos minutos e horas preciosos.........
Perdemos dias, às vezes anos.

Nos calamos quando deveríamos falar; falamos demais quando deveríamos
ficar em silêncio. Não damos o abraço que tanto nossa alma pede porque
algo em nós impede essa aproximação. Não damos um beijo carinhoso
"porque não estamos acostumados com isso" e não dizemos que gostamos
porque achamos que o outro sabe automaticamente o que sentimos.

E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e adormece e continuamos os
mesmos, fechados em nós. Reclamamos do que não temos, ou achamos que
não temos suficiente. Cobramos. Dos outros. Da vida. De nós mesmos. Nos
consumimos.

Costumamos comparar nossas vidas com as daqueles que possuem mais que a
gente. E se experimentássemos comparar com aqueles que possuem menos?
Isso faria uma grande diferença!

E o tempo passa...

e terminou 2009........

temos pela frente 2010,.......... será que saberemos aproveitar as oportunidades que DEUS nos dará em 2010, ou será que faremos como foi em 2009?.....

É tempo de pensar e repensar o que fez , ou não fez, que poderia ter feito.......deixando de fazer......... as cortinas da vida se fecham...

Passamos pela vida, não vivemos. Sobrevivemos, porque não sabemos fazer outra coisa.

Até que, inesperadamente, acordamos e olhamos pra trás. E então nos perguntamos: e agora?!

Agora, hoje, ainda é tempo de reconstruir alguma coisa, de dar o abraço
amigo, de dizer uma palavra carinhosa, de agradecer pelo que temos.

Nunca se é velho demais ou jovem demais para amar, dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso.

Não olhe para trás. O que passou, passou. O que perdemos, perdemos.


Olhe para frente !.....Saibamos renovar um espírito de firmeza e amor em nossos corações.

Ainda é tempo de apreciar as flores que estão inteiras ao nosso redor.
Ainda é tempo de voltar-se para dentro e agradecer pela vida, que mesmo
efêmera, ainda está em nós.

Para você,
que fez a minha felicidade em 2009,
que me aceita como sou,que tolera meus vícios,que perdoa minhas falhas,
que compartilha minhas dores, alegrias, aceite o meu obrigado, do fundinho do coração, ofereço esta rosa!






*************marimaura*************




Caminhante



O nosso caminho é feito
Pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada...
Depende dos que vão conosco!
Que possamos caminhar mais e mais juntos...
Em busca de um mundo melhor, cheio de PAZ,
SAUDE, COMPREENSÃO e MUITO AMOR.
E neste ciclo do "ir" e "vir"
O tempo passa... e como passa!
Os anos se esvaem...
E nem sempre estamos atentos ao que
Realmente importa.
Deixe a vida fluir
E perceba entre tantas exigências do cotidiano...
O que é indispensável para você!
Ponha de lado o passado e até mesmo o presente!
E crie uma nova vida... um novo dia...
Crie um novo quadro para você!
Crie, parte por parte... em sua mente...
Até que tenha um quadro perfeito para o futuro...
Que está logo além do presente.
E assim dê início a uma nova jornada!
Que o levará a uma nova vida, a um novo lar...
E aos novos progressos na vida!
Você logo verá esta realidade, e assim encontrará
A maior Felicidade...e Recompensa...
E que a estrela crística resplandeça em nossas vidas}
E o fulgor dos nossos corações unidos intensifique
E que o resplendor dessa chama
Seja como a tocha Que ilumina nossos caminhos
Para a construção de um futuro, repleto de alegrias!
E assim tenhamos um mundo melhor!
Lhes sejam construtivas, saudáveis e harmoniosas.
Muita Paz em seu contínuo despertar!


******************marimaura*****************

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Porque as Pessoas Ficam Tristes no Natal???...



Já chegava o final do ano, e as pessoas já traziam nos olhos aquele ar de imenso cansaço de quem vê mais um tempo se fechando na própria vida.

A menina tinha aquela estranha argúcia das crianças, para quem alguns detalhes da vida nunca passam despercebidos.

- Vó?

- Oi!

- Por que as pessoas ficam tristes no Natal?

A Vovó estava tomando se café, e quase engasgou com a pergunta. Essas conversas a gente sabe como começam, mas como vão terminar...

- Por que você esta perguntando isso, meu bem?

- Porque eu vejo, Vovó. No Natal, parece que só tem gente feliz dentro da televisão.

Mal pode conter o riso, da inteligência vivaz daquela menina.

- Sabe, querida, acho que as pessoas confundem um pouco as datas.

- Como assim?

- Algumas pessoas confundem o Natal com o Dia de Finados. Você sabe o que quer dizer o Dia dos Mortos?

Olhou para ela com aquela cara de mais ou menos.

- No dia de Finados, lembramos das pessoas que não estão mais aqui nessa dimensão com a gente. Visitamos, levamos flores e conversamos com essas pessoas que moram em nossos corações, mesmo tendo partido de nosso convívio.

- Você vai visitar o Vovô no dia dos Mortos, não é, Vovó?

- Sim, meu bem, eu vou fazer uma visita para ele em meu coração. Converso, conto as novidades e fico com saudades das conversas que eu tinha no alpendre com seu avô.

- Por que você não vai ao cemitério, como todo mundo?

- Porque eu combinei com seu avô que iria encontrá-lo aqui na varanda, no alpendre, no pomar, nos lugares em que o nosso amor ainda está lá, vibrando, como uma música ...

A menina era curiosa mas não inconveniente. Percebeu que a Vovó estava muito emocionada e não queria vê-la chorar.

A Vovó, como sempre, adivinhou seus pensamentos.

- Pode continuar perguntando as coisas, meu bem... A Vovó se emociona um pouco mas agüenta o tranco...

- Vó?

- Oi!?

- O que tem a ver o Finados com o Natal?

- Algumas pessoas ficam tristes no Natal porque se lembram dos entes queridos que não estão mais ali. Olham para as mesas, as comidas, a árvore de Natal e só conseguem lembrar de festas antigas, onde a casa estava cheia, os filhos eram pequenos e a vida era mais simples. Vai passando o tempo e as pessoas ficam com essa coisa, essa doença de fim de ano que se chama Antigamente-que-o-Natal-era-bom, e ficam suspirando na mesa com saudade de outros tempos, outras épocas. Isso que é um Natal-Finados, meu bem. Um Natal em que as pessoas ficam todas tão preocupadas com as perdas que não notam o encanto das crianças com o Papai Noel, nem a graça de mais uma ver reunir os vivos e aproveitar quem está ali em vez de pensar em quem partiu.

- E por que as pessoas tem saudade no Natal e não no dia de Finados?

- Acho que porque as pessoas acham feio ter um dia para a tristeza, meu amor. Acham que devemos ter datas só para alegria. Mas até o Carnaval tem a Quarta-Feira de Cinzas para a gente ficar triste...

A menina coçou a cabeça, o que era sempre um sinal de que iria desfechar uma daquelas perguntas sem resposta que a Vovó temia.

- Mas, Vó?

- Fala...

- Por que as pessoas tem que ficar felizes no Natal?

Pronto. Inverteu a pergunta, pensou a Vovó.

- Você falou que as pessoas só ficam felizes na televisão.

- Isso.

- Bem, minha querida, tem uma alegria de plástico na televisão. Uma alegria de Loja de Departamentos que não tem nada a ver com o Natal. Isso também deixa as pessoas muito tristes.

- Por que?

- Porque elas olham aquelas pessoas rindo, as famílias numerosas e felizes, as mulheres magras e maravilhosas, os homens lindos e seguros de si, envolta de Papais Noel gordos e sorridentes e pensam: os outros tem um Natal muito melhor do que o meu...

- E para que serve isso, Vovó?

- Para vender coisas, querida. Para as pessoas confundirem o Natal com os presentes, o que também é uma bobagem. Dessa vez foi a Vovó que coçou a cabeça.

- Pituca?

- Oi!

- Sabe, tem gente que nem lembra que o Natal comemora o nascimento de Jesus. Olham para o Presépio e acham que é um enfeite folclórico, com uma criança cercada de vacas e ovelhas. As pessoas perderam o sentido de Natal, meu bem, por isso não sabem mais se ficam alegres ou tristes nessa época. E você sabe qual uma das maiores graças do Natal, meu bem ?.

- Qual?

- Esperar por ele. É uma delícia esperar pela festa.

- Mas...

- O que?

- Eu vou ter que esperar muito?

- Não. O Natal já está bem pertinho..

- Mas...

A Vovó olhou com cara de que não-tem-mas-nem-meio-mas. A menina entendeu. Mas não deixou a velha senhora sem uma última pergunta.

- Vó?

- Oi!

- Quando você morrer, meu Natal vai ficar triste?

A Vovó aconchegou a menina, que já tinha algumas lágrimas querendo sair.

- Você vai ficar feliz, pois o amor que a Vovó sente por você vai estar vibrando, como uma música, envolta da árvore. É lá que eu vou te encontrar, combinado?

- Combinado.

A menina teve uma estranha sensação, como se um rena tivesse passado pela janela.

Devia ser um sonho de Natal


Autor desconhecido

************marimaura************

Seria tão diferente




Se os sonhos de que a gente gosta não terminassem tão de repente...

Seria tão diferente

se os bons momentos da vida durassem eternamente...

Seria tão diferente

se a gente de que a gente gosta gostasse um pouco da gente...

Seria tão diferente

se quando a gente chorasse, fosse só de contente...

Seria tão diferente,

se a gente que a gente ama sentisse o que a gente sente...

Mas... É tudo tão diferente...!

Os sonhos de que a gente gosta terminam tão de repente...

Os bons momentos da vida Não duram eternamente...

A gente de que a gente gosta nem sempre gosta da gente...

Das vezes que a gente chora, poucas vezes são de contente...

E a gente que a gente ama não sente o mesmo que a gente...

Mas... Poderia ser tão diferente...!

Dê-se uma chance de ser diferente...!

Tente, ouse, opte pela Felicidade e aí será diferente

É natal!!!!

**********************************

Pensamento

"A espontaneidade de uma fala, o carinho de um abraço, a leveza de um toque, a alegria de um sorriso, o incentivo de um conselho, a emoção de um beijo e o amor de um olhar, elevam-nos a um patamar de

felicidade, que resiste e supera todos os obstáculos".


Nosso círculo de amigos...
E como um círculo,
não tem começo nem fim...

Ontem é história:
Amanhã é mistério,
Hoje uma dádiva,

É por isso que é chamado presente...
Fabiano Lustosa



Bom mesmo é ter problema na cabeça, sorriso na boca e paz no coração!

Aliás, entregue os problemas nas mãos de Deus e que tal um cafezinho gostoso agora?



A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore,dance e viva intensamente antes que a cortina se feche!
Arnaldo Jabor


A busca da felicidade é pessoal, e não um modelo que possamos dar para os outros. "

PAULO COELHO

**********marimaura********

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Feliz Natal

Recebi da Ir. Paulina


Que possamos aproveitar o espírito do NATAL para abrir o nosso coração ao amor e a paz ....

Recebi da Ir Solange


Obrigado as Irmãs pelas mensagens de paz....Beijos as duas
***************marimaura*************

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

As quatro velas


Quatro velas estavam queimando ruidosamente, calmamente.
O ambiente estava tão silencioso que podia-se ouvir o diálogo que travavam:

A primeira vela disse:
- Eu sou a Paz !
Apesar de minha luz as pessoas não conseguem manter-me, acho que vou apagar.

E diminuindo devagarzinho, apagou totalmente.

A segunda vela disse:

- Eu me chamo Fé! Infelizmente sou muito supérflua.

As pessoas não querem saber de mim.
Não faz sentido continuar queimando.

Ao terminar sua fala, um vento levemente bateu sobre ela, e esta se apagou.

Baixinho e triste a terceira
vela se manifestou:

- Eu sou o Amor! Não tenho mais
forças para queimar.

As pessoas me deixam de lado, só conseguem se enxergar, esquecem-se até daqueles à sua volta que lhes amam. E sem esperar apagou-se.

De repente... entrou uma criança e viu as três velas apagadas.

- Que é isto? Vocês deviam queimar e ficar acesas até o fim.
Dizendo isso começou a chorar.

Então a quarta vela falou:

- Não tenha medo criança. Enquanto
eu queimar, podemos acender as
outras velas.

Eu sou a Esperança.

A criança com os olhos brilhantes, pegou a vela que restava e acendeu todas as outras...


ESPERO QUE A VELA DA ESPERANÇA NUNCA SE APAGUE DENTRO DE VOCÊ.
Tenha um ótimo Natal e um Maravilhoso Ano Novo

Fonte:
http://www.paixaoeamor.com.br

*************
marimaura************

O que é o Natal?



Como toda festa religiosa o Natal é rico em símbolos.
Por isso são poucos aqueles que conhecem suas origens e seus significados.
O Natal marca a grande festa de solidariedade universal.
Pois é comemorado em todo o mundo, até mesmo onde a população cristã é minoria.
Podemos sentir que quando o dia 25 se aproxima uma certa ternura vai envolvendo a todos, e o ar fica carregado de uma grande expectativa.
O Natal enfim cultiva nas pessoas sentimentos muitas vezes esquecidos, como o amor ao próximo.
Muitos símbolos que freqüentam vitrines iluminadas, a sala de nossas casas cria novos sons, melodias e cores que dão às nossas festas uma grande harmonia.

Historicamente não se tem certeza a respeito da data do nascimento de Jesus.

Um acontecimento tão importante como a vinda do filho de Deus mereceria ser lembrado numa ocasião especial, de modo que todos facilmente incorporaram o costume de celebrá-la.
Aí, é que entra o dia 25, nessa época do ano ocorre no hemisfério norte do planeta o chamado solstício de inverno que é o momento em que o sol, depois de atingir o ponto mais distante de sua órbita, reinicia seu caminho de volta fazendo com que os dias tornem-se mais longos.

Foi da apropriação e do amálgama das festividades pagãs que surgiu o Natal, também como forma de converter os não-cristãos a aderirem ao cristianismo.

Fonte : Wikipédia


************marimaura************

domingo, 20 de dezembro de 2009

Natal, tempo de PAZ e AMOR


Natal, tempo de paz, de luz,
de alegria e gratas recordações.

Tempo em que relembramos nossa infância repleta de fantasias,
expectativas impregnadas de amor e saudades.

Tempo em que revivemos o carinho de nossos pais,
o aconchego da família e todas as pessoas queridas
que marcaram positivamente nossas vidas.

Paz na terra, entre todos os homens de boa vontade.
Paz àquele que anseia crescer, evoluir, entender.
Paz àquele que deseja em cada pensamento, em cada atitude, se melhorar.
Paz àquele que mergulha, dentro do próprio ser, a busca de entendimento, de aceitação.
Paz àquele que estende a mão a procura de bênçãos.
Paz àquele que abençoa com alegria e pureza de coração.
Paz àquele que em um sorriso traz calma, tranqüilidade, equilíbrio.
Paz àquele que procura ensinamentos e que através do pensamento, neste momento único em que todos os homens se irmanam, ao dobrar dos sinos, esteja em oração.
Paz àqueles que abrem seus corações em luzes puras, amorosas, que envolvem a terra e permitem, neste raro momento, que ela brilhe, suspensa no espaço, girando em tons azuis, multicores, iluminando todo o infinito, abrandando aflitos...
Paz enfim Senhor, a todos os seres que habitam este universo e que rimam amor e dor...
Que a luz se faça e que refaça em todos os homens a fé renovadora, a força e a coragem, a inteligência, a razão.
Que os homens se irmanem na escalada da perfeição.
Que se unam em pensamento todos os de boa vontade.
E que busquem sempre a Paz.




Feliz Natal!


************marimaura**********

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

IDEB



Em 2007, foi criado o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). O indicador mede, que uma qualidade da educação, foi pensado Para facilitar o entendimento de todos e Estabelecido numa escala que vai de dez a zero.
A partir deste instrumento, o Ministério da Educação traçou metas de desempenho bianuais para cada escola e cada rede até 2022.
O novo indicador utilizou na primeira medição dados que foram levantados em 2005. Dois anos mais tarde, em 2007, ficou Provado que unir o país em torno da educação pode trazer resultados efetivos.
O indicador mede, uma que da educação de qualidade, foi pensado Para facilitar o entendimento de todos e Estabelecido numa escala que vai de dez a zero.
A partir deste instrumento, o Ministério da Educação traçou metas de desempenho bianuais para cada escola e cada rede até 2022. O novo indicador utilizou na primeira medição dados que foram levantados em 2005. Dois anos mais tarde, em 2007, ficou Provado que unir o país em torno da educação pode trazer resultados efetivos.

A média nacional do Ideb em 2005 foi 3,8 nos anos do ensino fundamental. Em 2007, essa nota subiu para 4,2, ultrapassando as projeções, que indicavam um crescimento para 3,9 nesse período. O indicador já alcançou a meta para 2009. Se for Mantido o ritmo, o Brasil chegará um uma média de um superior em 6,0 2022. É o mesmo que dizer que teremos uma educação compatível com Países de primeiro mundo antes do previsto.

Com o Ideb, os sistemas municipais, estaduais e federais de ensino Têm metas de qualidade Para atingir. O índice, elaborado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep / MEC), mostra As condições de ensino no Brasil. A fixação da média seis UM SER alcançada Considerou o resultado obtido pelos Países da Organização Para a Cooperação eo Desenvolvimento Econômico (OCDE), quando se aplica a metodologia do Ideb em seus resultados educacionais. Seis foi a nota Obtida pelos PAÍSES DESENVOLVIDOS que ficaram entre os 20 mais bem Colocados do mundo.

A partir dos indicadores da análise do Ideb, o MEC ofereceu apoio técnico ou financeiro aos municípios com índices insuficientes de qualidade de ensino. O aporte de recursos se deu a partir da Adesão ao Compromisso "Todos pela Educação e da Elaboração do Plano de Ações Articuladas (PAR).

Em 2008, todos os 5.563 municípios brasileiros aderiram ao compromisso. O ministro da Educação, Fernando Haddad, telefonou pessoalmente para os 15 últimos prefeitos que ainda não haviam assinado o termo de adesão. No dia 30 de julho deste ano, foi completada a inscrição de 100% dos municípios brasileiros. Assim, todos os estados e municípios do Brasil se comprometeram uma Atingir metas como uma alfabetização de todas as crianças até, no máximo, oito anos de idade.

O MEC dispõe de recursos adicionais aos do Fundo da Educação Básica (Fundeb) para investir nas ações de Melhoria do Ideb. O Compromisso "Todos pela Educação" Estabelece diretrizes e propõe metas para o Ideb das escolas e das redes municipais e estaduais de ensino.

http://ideb.mec.gov.br/

************ Marimaura*************

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Beleza exterior / Beleza interior (a verdadeira?!?)



Este é um assunto, um pouco delicado para mim, não sei muito bem como hei-de começar este texto, mas vamos a isso ...
Apesar de me sentir cada vez mais forte como pessoa, cada Vez Mais Ciente das minhas capacidades humanas, cada vez mais certa que os meus valores são os "mais" corretos, não deixo de sentir um pouco de pessimismo em relação ao mundo que me rodeia .
Não estou a generalizar porque existem algumas pessoas como eu, nem estou a dizer que me acho que estou certa ou inferior, superior e acho que os outros errados, o meu caminho é o certo porque é o meu caminho, é aquele que eu Optei, por isso apenas ... Cada um sabe do seu ...
Torna-se num ser penoso.....
Um pouco sensível num mundo cada vez mais frio, seja para uma amizade, seja para uma relação amorosa, principalmente pela sua beleza interior, quando o resto "do mundo" apenas parece interessar-se no "status" dessa pessoa, na roupa que EUA, claro e na marca de telemóvel, que tem na beleza exterior ...
Muitas pessoas começam uma relação completamente ao contrário, apaixonam-se primeiro pelo exterior, e só depois Tentam apaixonar-se pelo interior, na verdade uma primeira impressão que temos de uma pessoa física é uma imagem. Mas de que serve ser uma pessoa bonita por fora se por dentro é uma pessoa totalmente sem conteúdo, sem qualquer tipo de valores? Apaixonou pelo exterior dessa pessoa que se enganou a si própria?
Eu acho mais importante....a beleza interior , independente de qualquer situação, pensar que qualquer beleza exterior, é a beleza interior......não....
Acredito que defeitos como pessoas tão felizes verdadeiramente tambén se gostarem do interior da outra pessoa, quem é bonito por dentro, torna-se bonito por fora, quem ama verdadeiramente, ama o interior, o "eu", uma personalidade o carater..... Como Virtudes ...
O exterior é efemero, tão moldável e subjectivo que até chega a magoar quando não somos como os outros gostavam que fossemos.
Mas quem for o nosso verdadeiro amor vai nos amar de olhos fechados ... Mas de coração bem aberto!
Infelizmente para uma maior parte das pessoas o exterior conta Cada vez mais ...
É um pouco estúpido apaixonarmo-nos pelo exterior de alguém, que com esse é vamos por partilhar um exterior do sol?
Ou vamos ter uma conversa profunda, ou até banal?
O meu texto é apenas o meu ponto de vista, ha quem discorde e ha quem concorde nesta frase, «uma verdadeira beleza, vem de dentro».
Negar uma verdade da beleza A UM CORPO HUMANO, também seria negar uma beleza a uma árvore, uma paisagem, uma Peça de design.
A UM CORPO HUMANO, também seria negar uma beleza um uma árvore, uma paisagem, uma Peça de design.
As pessoas que dizem que "a verdadeira beleza", é a beleza física, naturalmente deve, ESTABELECER uma espécie de ranking entre as várias formas de beleza e cada pessoa ter os seus Critérios.
Mas não se pode confundir a beleza de uma pessoa, da sua personalidade, com uma beleza de um corpo.
Pode-se preferir sempre uma beleza "pessoal" A beleza sexual ", mas não se pode, ou não se deve, cair no erro de misturar os dois conceitos, como se pudessem competir um com o outro.
Porque não creio que POSSAM!

************marimaura *************

domingo, 13 de dezembro de 2009

Qualquer pedra no caminho...eu vou retirar.

........_,,_......__.
......d88888bd888b.
.....d8888888888888B.
.....888888P`Y8888P._____Boa tarde!!!
.....Y888888.....( , \_
....,_Y88(.................)___Toda pedra no caminho
....Y888888b.......__\__você deve retirar.
.....'8"888P........('___Numa flor que tem espinhos...
..................----'___você pode se arranhar.
...........~;~~\~___Se o bem e o mal existem...
.............=......\___Você pode escolher.
..........(_._).....\__É preciso saber VIVER!
...........=........\
....._.../..'.........\___Que a sua semana
..../_\/'.............__seja maravilhosa...
...,.-'---/_/--------'---._...e você sempre feliz!
...`-.,_________,.--'
.............................****.......@@
ww'....___............(___).....,;,\_/w___Bjs carinhosos
)_('..... ___...............'........)_(\(_)
\........'""''''''''';.__.......\/........\.\//
\/\\/.(__________)).\/___....\\//\//
*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` * ..:¨¨**¤°¨¨°.

*************marimaura************

Páginas da Vida!


Páginas da Vida!

As páginas da vida são cheias de
surpresas… Existem capítulos de
alegrias e também de tristezas…

Há mistérios e fantasias,
sofrimentos e decepções.
Por isso, não rasgue páginas e
nem solte capítulos…

Não se apresse a descobrir os
mistérios… E não perca as
esperanças. Pois muitos são os
finais felizes…

E nunca esqueça do principal:
No livro da sua vida, o autor é VOCÊ.

************marimaura***********

sábado, 12 de dezembro de 2009

OLHE PARA TRÁS!




OLHE PARA TRÁS!
Veja os obstáculos que você já superou.
Veja quanto você já aprendeu
nesta vida e quanto já cresceu.

OLHE PARA FRENTE!
Não fique parado, levante-se quando tropeçar e cair.
Estabeleça metas, tenha planos e prossiga com firmeza.

OLHE PARA DENTRO!
Conheça seu coração e analise seus projetos;
mantenha puros seus sentimentos.
Não deixe que o orgulho, a vaidade e a inveja
dominem seus pensamentos e seu coração.

OLHE PARA O LADO!
Socorra quem precisa de você.
Ame o próximo e seja sensível para perceber
as necessidades daqueles que o cercam.

OLHE PARA BAIXO!
Não pise em ninguém...
Perceba as pequenas coisas e aprenda a valorizá-las.

OLHE PARA CIMA!
Há um Deus maior do que você,
que te ama muito e tem
todas as coisas sob seu controle.

OLHE PARA DEUS!
Perceba a profundidade, a riqueza
e o poder da bondade.

DESEJO UMA SEMANA DE PAZ


DEUS É MAIOR!

Por mais que lhe falem da tristeza
. . . prossiga sorrindo!
Por mais que lhe demonstrem rancor
. . . prossiga perdoando!
Por mais que lhe tragam decepções
. . . prossiga confiando!
Por mais que lhe ameacem de fracasso
. . . prossiga apostando na vitória!
Por mais que lhe apontem erros
. . . prossiga com os seus acertos!
Por mais que discursem sobre a ingratidão
. . . prossiga ajudando!
Por mais que noticiem a miséria
. . . prossiga crendo na prosperidade!
Por mais que lhe mostrem destruições
. . . prossiga na construção!
Por mais que acenem doenças
. . . prossiga vibrando saúde!
Por mais que exibam ignorância
. . . prossiga exercitando sua inteligência!
Por mais que o assustem com a velhice
. . . prossiga sentindo-se jovem!
Por mais que plantem o mal
. . . prossiga semeando o bem!
por maior que seja sua luta....
... DEUS É MAIOR , e estará na frente de qualquer situação.
DEUS ABENÇOE VC MEU ANJINHO, SUA AMIZADE É PRECIOSA DEMAIS, BJS

Recebi de um grande amigo

***********marimaura**********

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Mural de Natal

MURAL DE NATAL


Cantinhos da sala de aula, atividades feitas pelos alunos do quinto ano da


Escola Estadual Adelaide Maciel


Sala toda enfeitada .... Como crianças estão felizes, chegou o fim do ano,

Finalmente é NATAL !!!...



Árvore montada pela turminha da Alegria ...... Bolas como foram pintadas pelas crianças .... depois cada um aluno fez uma bolinha com o seu nome para enfeitar uma árvore ..... beijos a todos eles ....




















Muito lindo!

Parabéns aos meu queridos alunos .... beijos a todos ....

Professora Maura

sábado, 5 de dezembro de 2009

Sugestões para preenchimento do relatório




Observações

É importante considerar, na construção do relatório os seguintes critérios:

A avaliação deve ser sempre enfatizar os avanços e não apenas os fracassos. Registrar o que o aluno conseguiu e em que progrediu;
Valorizar e registrar o desenvolvimento sócio-afetivo como: participação, solidariedade, posicionamento, sentimentos;


É preciso registrar a participação do aluno nos projetos desenvolvidos no bimestre;
Deve-se proceder relação com o registro anterior;
Diversificar a redação de um aluno para o outro, buscando se fiel em suas colocações.

Sugestões para iniciar relatórios

Com base nos objetivos trabalhados no bimestre, foi possível observar que o aluno...

Observando diariamente o desempenho do aluno, foi constatado que neste bimestre...

A partir das atividades apresentadas, o aluno demonstrou habilidades em...

Com base na observação diária, foi possível constatar que o aluno...


Desenvolvimento cognitivo

O aluno demonstra um ótimo aproveitamento na aquisição da leitura e escrita.

O aluno apresenta bom desenvolvimento no processo de aquisição da leitura e da escrita.

O aluno está desenvolvendo-se gradualmente no processo de aprendizagem da leitura e da escrita.

Encontra-se em desenvolvimento no processo de aprendizagem da leitura e da escrita.

Tem um bom desenvolvimento cognitivo, mas apresenta dificuldades na leitura, contudo com a realização da recuperação paralela tem apresentado avanços importantes.

Lê com fluência qualquer tipo de texto, fazendo conexões com a realidade.

Lê e interpreta os textos trabalhados em aula sem maiores dificuldades.

Lê com alguma dificuldade, mas demonstra interesse e esforça-se em aprender.

Escreve, ordena e amplia frases, formando textos coerentes e lógicos.

Produz frases e pequenos textos com criatividade e entendimento.

Constrói o conceito lógico-matemático, realizando cálculos com as quatro operações matemáticas.
O aluno tem especial interesse nas atividades matemáticas.

Realiza cálculos simples de adição e subtração.

Realiza cálculos com auxilio de material concreto.

É curioso, questiona e busca informações.

Traz para a classe informações de fontes diversas como: radio, tv, jornais e etc.

Compreende as relações existentes entre os elementos do meio ambiente.

Compreende a importância da preservação do meio ambiente para o futuro do nosso planeta.

Adota hábitos de cuidados com o corpo e com o ambiente.

Nas atividades orais demonstra desenvoltura ...( ou inibição)

Ocasionalmente troca letras

Constrói frases criativas e elabora pequenos textos com linguagem e ilustrações significativas;

Expressa o que pensa relatando, argumentando, avaliando, relacionando, ordenando, generalizando, concluindo...;

Expressa a escrita representando idéias através de rabiscos, pseudo letras e outros símbolos

Lê com fluência vários tipos de textos interpretando-os;

Produz textos escritos com clareza, coerência e coesão;

Identifica e escreve seu nome completo;

Observa, descreve, analisa e sintetiza gravuras, reportagens e textos;

Apresenta dificuldades ortográficas

Identifica e escreve seu nome completo

Ainda não faz relação entre o que fala e escreve


Participação- convívio social

Participa com interesse e produtividade.

Boa participação nas atividades realizadas em sala.

Participação tímida nas atividades em sala, embora tenha bom relacionamento com os colegas em classe.

Demonstra atitudes críticas diante de acontecimentos conflitantes.

É criativo e comunicativo.

Coopera com colegas e professora.

O aluno demonstra interesse nas atividades propostas embora não tenha autonomia para realizá-las sem o apoio da professora.

Ouve, reproduz e transmite textos oralmente como histórias, recados, noticias entre outros.

Demonstra curiosidade em relação aos assuntos estudados.

É cuidadoso e rápido na execução das atividades desenvolvidas.

Aceita sugestões da professora e dos colegas.

Manifesta suas opiniões com clareza e objetividade.

Contribui para a integração e o crescimento do grupo;

Demonstra inquietude e geralmente se envolve em questões referentes aos colegas;

Ainda não aceita as regras convencionadas pelo grupo;

Colabora na construção de regras;

Interage com o grupo, ouvindo, respeitando e se posicionando;

Tem um bom relacionamento com os colegas e mostra-se sempre pronto em ajudar;

“Todas as maravilhas que você precisa estão dentro de você.”
(Sir Thomas Browne)

CODIGOS DE LINGUAGEM


Reconhece as relações entre fala e escrita;

Explora várias formas de linguagens e diferentes tipos de suporte textual para ampliação de informações;

Ouve historias e comentários valorizando impressões afetivas;

Lê e escreve textos desenvolvendo a compreensão do sistema alfabético, utilizando a escrita de acordo com as concepções e hipóteses que possui no momento;

Produz textos individuais e coletivamente, utilizando gestos, desenhos, sons movimentos e palavras;

Distingue a língua escrita da língua oral;

Demonstra compreensão do sistema alfabético;

Lê silabicamente palavras, formadas por grupo de silabas compostas por vogal e consoante;

Produz frases com lógica;

Produz pequenos textos sem preocupação ortográfica;

Distingue letras na linguagem oral e escrita;

Encontra-se na fase pré-silabica, começando a diferenciar letras de números, desenhos ou símbolos.

Percebe que as letras são para escrever porem ainda não sabe como isso se processa.

************marimaura*************

Românticos assumidos


Namoro, amor, sentimento, sexo, romance, criatividade, honestidade... quais elementos fazem parte do romance?
Destituindo a imagem que romantismo tem uma série de regras para ser vivido, o intuito de abordar o romance cotidiano, o platônico, divertido, amargo ou seja lá a forma que cada um encontra para vivê-lo.
Eu sou romântico sim, e você?
Para aquelas pessoas que estão longe de seus amores, passam muitos dias sem encontra-lo, que sofrem cada vez que tem q se despedir, que gostariam de ter seus amores ao seu lado todos os dias que não vivem sem elas, ou eles ,mas tem que aguentar a distancia. Creio que toda pessoa já passou por essa situação... de não conseguir se imaginar sem uma determinada pessoa, vindo a ser totalmente dependente dela...
E isso não é mais forte do que o amor que eu sinto que você sente, pois o mais importante já aconteceu que foi se conhecerem ficar juntos é questão de tempo...
Se o amor que vocês sentem supera até a distancia... então é amor verdadeiro
O que importa não é se você está perto ou longe.
Amar uma pessoa vai muito alem de dizer "Eu te amo," Amar é um sentimento mais profundo, que ocupa o seu coração, se interfere com seus pensamentos, é uma felicidade na sua vida inexplicavel.
E ter um namorado(a) não é apenas poder dizer "Eu tenho um/a namorado/a," é poder ter alguem que te ame, que te dê valor, que cuida de você como você merece. Aquela pessoa que você possa chamar a sua metade, que entende tudo sobre você, Aquela certa pessoa que você pensa em passar o seu futuro.
Amar? Amar é muito alem disso. Só quem ama de verdade, poderá entender.
"Quando se ama não é preciso entender o que se passa lá fora, porque tudo passa a acontecer dentro de nós."
A vida é o nosso bem mais precioso, é tão forte; sendo capaz de mudar o
mundo....Mas ao mesmo tempo é tão frágil; capaz de terminar num
segundo...Todos os momentos em nossas vidas são mágicos e cabe a cada um
de nós, deixá-los mais marcantes....Seja feliz e faça alguém feliz também!!
Estamos todos em busca de: amor, amizade, paz, esperança, afeto, sonhos,
etc....Não importa, o que vale mesmo é sermos FELIZES...
Creio que toda pessoa já passou por essa situação... de não conseguir se imaginar sem uma determinada pessoa, vindo a ser totalmente dependente dela...

Mesmo brigando, sofrendo decepcões, mágoas, o fato é de não conseguir viver sem essa pessoa... por mais que tente esquecer, não sendo possível!

********************marimaura*******************

Família e sociedade



Vivemos numa sociedade bastante complicada e a todo o momento estamos nos relacionando com os mais variados tipos de pessoas, nos mais diversos ambientes: social, familiar e profissional. Esta convivência acaba sendo desgastante e maravilhosa ao mesmo tempo, pois as diferenças se fazem presentes a todo o momento, havendo necessidade de refletirmos a respeito de alguns valores muitas vezes esquecidos pelo corre-corre agitado: tolerância, paciência, respeito, amizade, empatia, humildade.


Palavras-chave: Reforma íntima, mudança, relações interpessoais, autoconhecimento, autodisciplina.

1. INTRODUÇÃO

Presenciamos na sociedade uma enorme necessidade de autoconhecimento, pois para conviver precisamos saber quem são as pessoas que estão em nosso entorno. A correria do dia-a-dia e a busca desenfreada pelo sucesso profissional acabam tornando os indivíduos insensíveis e impacientes para com tudo e todos.

Conviver com as pessoas, seja no trabalho, na sociedade e no ambiente familiar, pode ser maravilhoso, mas pode causar também muitos problemas. Estas relações sociais muitas vezes nos causam estresse, incômodo e desgaste, pois a maioria das pessoas está sem paciência de compreender o outro, tão voltadas para seus problemas pessoais. Este estilo de vida desequilibrado, acaba trazendo para si muitas energias negativas, que acabam se transformando em doenças no corpo físico.

As relações sociais estão, por esta razão, tornando-se complicadas. Os comportamentos das pessoas frente às dificuldades acabam desencadeando reações dos mais variados tipos e chegamos a um ponto em que necessitamos refletir sobre nossas ações, parando para escolher qual o caminho que queremos seguir: o da autodestruição ou do autoconhecimento. São muitas as possibilidades para que tenhamos uma melhor qualidade de vida, mas necessitamos dar o primeiro passo e investir nesta mudança.

Para tanto, precisamos seguir alguns critérios, como o direito de aprender acolhendo a idéia dos outros, ouvindo e aproveitando tudo aquilo que achamos possível de ser realizado. Aquilo que não é aproveitável, segundo nossa opinião, deletamos e seguimos em frente. Nada de falar mal dos colegas que não estão presentes; a sinceridade deve fazer parte da nossa vida, para que a mudança possa de fato acontecer.

Um cuidado redobrado com julgamentos pré-estabelecidos, pois da maneira que julgamos poderemos ser julgados e a aceitação do próximo talvez seja a mais difícil tarefa da humanidade. Por esta razão a inclusão está sendo uma das coisas mais discutidas em nossa sociedade. Este termo inclusão deve abranger não somente os portadores de necessidades educativas especiais, mas todos aqueles que de alguma forma sentem-se excluídos, seja por sua condição sócia econômica, étnica, social, opção sexual ou religiosa. Nossa sociedade quer enxergar somente aquilo que deseja e que não fuja dos padrões pré-estabelecidos por todos.

As relações interpessoais são importantes, pois através da convivência com o outro descobrimos a nós mesmos, e percebemos nossos pontos fracos E é no meio familiar que iniciamos todo este processo de reconhecimento do outro e aprendemos a lidar com as futuras situações que acontecerão na nossa vida.

Normalmente aquilo que nos incomoda no outro é aquilo que precisamos mudar em nós mesmos. Este conviver com o outro deve ser encarado positivamente, pois toda relação nos beneficia, desde que as vejamos como aprendizagem e uma forma de crescimento pessoal, desta forma, o autoconhecimento se faz necessário.

2. FAMÍLIA E O AUTOCONHECIMENTO

As famílias quando são solidamente constituídas, independentemente da classe sócio econômica, entorno social ou grau de escolaridade, contribuem de maneira significativa para o crescimento de uma sociedade. As relações entre pais e filhos, irmãos e demais parentes, os conflitos, as regras pré-estabelecidas e a cumplicidade nos tornam pessoas preparadas (quase sempre), para lidar com pessoas fora da nossa zona de conforto com mais segurança.

Os indivíduos são únicos e nascem com características próprias que vão sendo moldadas ao longo da vida. Sendo a família o principal alicerce de uma estrutura que nos manterá de pé por muito tempo e se esta base for mal construída, poderemos comprometer nossas relações sociais e possivelmente teremos problemas futuros.

Desde o nascimento vamos adquirindo habilidades sociais e estas vão sendo monitoradas por nossos pais, que nos orientam e nos direcionam da melhor maneira possível. Através do aprendizado familiar vamos reproduzindo padrões que serão repetidos em nosso meio social, nos tornando cidadãos prontos para lidar com as dificuldades que surgirão em nossa caminhada.

Quanto ao processo do autoconhecimento a única maneira de o fazermos é pararmos para refletir sobre nossas ações diariamente. Todas as mudanças duradouras requerem tempo e muito esforço pessoal. Desta maneira, evitamos a repetição de ações que nos tragam sofrimentos. É necessário saber nossos limites e nos permitir ir até onde não desrespeitemos o espaço do outro. Falar de maneira clara, expor nossas opiniões e não usar de meias palavras.
Tudo na nossa vida tem um preço e na maioria das vezes este valor é alto demais, o que demanda dor e sofrimento. Mas este sofrimento deve ser encarado como lição de crescimento e aprendizagem.


Não há erros na vida, apenas lições. Não há experiências negativas, apenas oportunidades para crescer, aprender e avançar na estrada do autocontrole. Da luta vem a força. Mesmo a dor pode ser uma professora maravilhosa. (SHARMA, 2002, p.56).

Devemos dedicar um tempo diariamente para cuidar de nós mesmos. Mesmo sendo uma prática difícil, quando automatizada, traz muitos benefícios para a nossa vida. Cuidamos de tantas coisas (alimentação, aparência física), mas pouco do nosso interior. Nossa casa mental muitas vezes está entulhada de pensamentos velhos, empoeirados e que nada acrescentam na nossa vida.

A mesma capacidade mental que temos para pensar em coisas ruins, temos para pensar positivamente, mas poucos fazem uso deste dom. Para realizarmos qualquer coisa, em primeiro lugar, necessitamos idealizar em nossa tela mental, acreditar e partir para ação.

Nada mais prazeroso do que sair da rotina vez por outra, fazer coisas diferentes, sair daquela famosa zona de conforto que tanto nos prendemos, muitas vezes por medo, outras por puro comodismo. A rotina acaba escondendo muitas descobertas que poderiam nos trazer benefícios e um ‘sangue novo’, mas nos negamos a experimentar, ousar, e acabamos não saindo do lugar. Criar exige esforço, mudança de hábitos, posturas diferentes e um autoconhecimento. Com muita maturidade devemos olhar para nós mesmos e nos perguntarmos: como sou? Como sou visto pelos outros? Desta forma encontraremos um equilíbrio entre o “eu” real e o “eu” ideal.

O essencial é inatingível, e o Universo devolve tudo o que lhe oferecemos, na mesma medida. Quanto mais amor, generosidade, compreensão e compaixão transmitirmos a nossos semelhantes, mais receberemos energia – em forma de amor, generosidade, compreensão e compaixão – para continuar trabalhando num mundo melhor. (BRANDALISE JR, 2004, p.44).

Depois de tomar consciência de nossos maus hábitos, devemos passar a buscar alternativas mais adequadas e ensaiar novos comportamentos até atingir aquilo que chamamos de aprendizagem. O segredo da aprendizagem está no exercício diário das ações, a fim de transformar os novos hábitos e uma rotina positiva e de crescimento pessoal, para que as pessoas que convivem conosco também se beneficiem desta mudança, gerando um campo enérgico saudável e criador. A partir disso, arregaçar as mangas e realizar esta reforma íntima.

4. CONSIDERAÇÕES FINAIS

Além das inúmeras lições que ajudam nosso crescimento pessoal, algumas sugestões devem ser diariamente perseguidas por nós. Desenvolver pensamentos positivos e seguir a nossa missão com afinco e determinação, tendo consciência que obstáculos aparecerão, buscando sempre em nós mesmos a razão para seguir em frente, com coragem, persistência e autodisciplina.

Valorizar sempre o momento presente, pois ele é um presente dado por Deus. As relações interpessoais e familiares também são de suma importância, cultivando bons relacionamentos, vivendo plenamente um dia de cada vez e, acima de tudo, acreditando em nós mesmo, tendo esperança em um mundo melhor, inclusivo e de pessoas que de fato queiram fazer a diferença.

Muitas vezes nos deixamos levar pela energia negativa das pessoas que desacreditam nesta mudança e acabamos sendo simplesmente conduzidos como robôs que não pensam e que apenas reagem às situações. E é contra isso que precisamos lutar. Uma luta árdua, diária e incansável e que só nos traz benefícios, pois o universo conspira em favor daqueles que andam no caminho do bem.

****************marimaura***************



INCLUSÃO UM DESAFIO PARA OS EDUCADORES



A inclusão é uma inovação, cujo sentido tem sido muito distorcido e um movimento muito polemizado pelos mais diferentes segmentos educacionais e sociais.
No entanto, inserir alunos com déficits no ensino regular nada mais é do que garantir o direito de todos à educação - e assim diz a Constituição.
O aluno muitas vezes é rotulado e em conseqüência disso torna-se mais difícil sua aprendizagem.
Diversos rótulos têm sido utilizados, freqüente, crescente e impunemente nos meios escolares para justificar os números altamente elevados de retenção, exclusão e encaminhamentos (os mais diversos) de alunos das classes populares."
"Ao atribuirmos deficiências – emocionais, cognitivas, motoras, perceptuais – aos alunos, transferimos a responsabilidade pelo desempenho escolar ao próprio aluno, retirando da sociedade, da escola e do professor a responsabilidade pelo sucesso dos alunos."
O princípio democrático da educação para todos só se evidencia nos sistemas educacionais que se especializam em todos os alunos, não apenas em alguns deles, os alunos com deficiência.
A inclusão, como consequência de um ensino de qualidade para todos os alunos provoca e exige da escola brasileira novos posicionamentos e é um motivo a mais para que o ensino se modernize e para que os professores aperfeiçoem as suas práticas.
É uma inovação que implica num esforço de atualização e reestruturação das condições atuais.O motivo que sustenta a luta pela inclusão como uma nova perspectiva para as pessoas com deficiência é, sem dúvida, a qualidade de ensino nas escolas públicas.
O sucesso da inclusão de alunos com deficiência na escola regular decorre, portanto, das possibilidades de se conseguir progressos significativos desses alunos na escolaridade, por meio da adequação das práticas pedagógicas à diversidade dos aprendizes.
A trajetória escolar não pode ser comparada a um rio perigoso e ameaçador, em cujas águas os alunos podem afundar.
Mas há sistemas organizacionais de ensino que tornam esse percurso muito difícil de ser vencido, uma verdadeira competição entre a correnteza do rio e a força dos que querem se manter no seu curso principal.
Um desses sistemas, que muito apropriadamente se denomina "de cascata", prevê a exclusão de algumas crianças, que têm déficits temporários ou permanentes e em função dos quais apresentam dificuldades para aprender.
Esse sistema contrapõe-se à melhoria do ensino nas escolas, pois mantém ativo, o ensino especial, que atende aos alunos que caíram na cascata, por não conseguirem corresponder às exigências e expectativas da escola regular.
Para se evitar a queda na cascata, na maioria das vezes sem volta, é preciso remar contra a correnteza, ou seja, enfrentar os desafios da inclusão.
"Na verdade, os rótulos pouco favorecem, na verdade, desfavorecem o atendimento de necessidades e características pessoais dos alunos.
Eles geram expectativas, na maior parte negativas, e limitam as ações e interações.
Ou seja, os rótulos pouco contribuem para uma prática pedagógica comprometida com o desenvolvimento afetivo-cognitivo do aluno e com transmissão/assimilação de conhecimentos.
" Isoladamente, com ênfase ora no aluno, ora no professor.
É preciso que fatores mais abrangentes sejam considerados e inter-relacionados

site: www.educacao.gov.mg.br
adaptação de Maria Maura

Dicas de utilidade


Dicas e Idéias úteis para o dia-a-dia

1. Frituras sequinhas

a. Bananas fritas
Antes de fritar a banana, passe-a na farinha de trigo. Assim ela não ficará encharcada na gordura.

b. Frango frito dourado e sequinho (sem grudar na panela)
Coloque uma colher de sopa de maisena no óleo de fritura bem quente.

c. Linguiças fritas
Para que a lingüiça fique deliciosa, ferva antes em um pouco de água. Quando a água secar, deixe que ela frite na própria gordura, sem acrescentar óleo.

d. Frituras sequinhas
Um truque para que a fritura fique bem sequinha: antes de levar a gordura ao fogo acrescente uma colherinha de álcool. Mas, lembre-se que a gordura deve estar fria, para evitar que o fogo se forme na frigideira!

e. Bifes
Para que não respingue gordura na fritura dos bifes, ponha um pouco de óleo na carne na hora de temperá-la. Depois coloque-a numa panela e não use mais o óleo.

f. Ovos fritos
Os ovos fritos ficarão com as claras bem brancas e sem beiradas esturricadas se, logo após terem sido colocados na frigideira, receberem uma ligeira borrifada de água fria.

g. Omelete que não gruda
Para que a omelete não grude no fundo da frigideira, esfregue sal no local antes de colocar a mistura.

h. Excesso de gordura
Um dente de alho no óleo das frituras absorve o cheiro e o excesso de gordura.

i. Óleo espirrando?
Um dos piores tormentos na hora de fazer uma fritura é o óleo espirrar.
Para evitar isso, quando temperar os bifes adicione o óleo juntamente com o tempero e nunca na frigideira.
Outra dica é salpicar um pouco de sal no fundo da frigideira antes de acrescentar os alimentos.


j. Sobras de óleo
Quando sobra muita gordura de uma fritura, ninguém quer jogar fora. O negócio é economizar, guardá-la para aproveitar outra vez. Só que já ficou com um cheiro desagradável, um gosto amargo e dificilmente poderá ser usada para qualquer coisa.
Para evitar isso, assim que terminar a fritura, deite sobre a gordura ainda quente algumas rodelas de batata crua. Espere um pouquinho, retire as rodelas e pode guardar sua gordura sossegada, pois a batata absorveu todo o gosto deixado pelo que você fritou.

2. Panquecas
A massa de panqueca ficará mais leve se você colocar um pouco de cerveja nela.

3. Requeijão caseiro
2 litros de leite, 1 xícara de vinagre branco, 1 colher de manteiga e sal a gosto.
Coloque o leite numa panela, quando começar a ferver coloque o vinagre e mexa. Desligue o fogo, escorra o soro, coloque a massinha no liquidificador, coloque a manteiga e adicione sal. Bata até virar um creme!

4. Folhas de alface
As folhas de alface quando cortadas com faca perdem muito seu valor nutritivo. Deixe sempre as folhas inteiras ou rasgue com as mãos.

5. Churrasco macio
Antes de fazer churrasco, deixe a carne por algum tempo num molho com sal grosso, Coca-Cola , caldo de laranja e de limão.
O churrasco ficará mais macio e gostoso.

6. Bolo de chocolate não ressecado
O bolo de chocolate não ficará ressecado, se você acrescentar à massa uma ou meia maçã ralada ou, se preferir, uma colher de café bem forte.

7. Peixe assado que não gruda
O peixe assado não grudará na fôrma e nem perderá o sabor, se você forrar a assadeira com fatias de batata crua.

8. Purê de batatas
O purê de batatas ficará mais saboroso se você substituir o leite por creme de leite.

9. Vinagre
Para dar um aroma agradável ao vinagre, coloque no frasco algumas folhas de manjericão ou alecrim e depois tampe bem.

10. Aproveitando a água da beterraba
Quando você cozinhar beterrabas, aproveite essa mesma água no cozimento do feijão. O sabor ficará especial.

11. Engrossando o feijão
Para engrossar o feijão que ficou aguado, acrescente uma mistura de água e maisena.
Experimente colocar um tomate no feijão que vai cozinhar.
Além de engrossar o caldo, fica mais saboroso.

12. Omeletes
Quando preparar omeletes ou suflês, adicione uma pitada de fermento em pó aos ovos batidos. Assim, eles renderão muito mais.


13. Maionese no fundo do vidro
Retire a maionese que sobrou no fundo do vidro espremendo o suco de meio limão. A mistura dará um ótimo molho para saladas.

14. Purê de batatas requentado
Adicione um pouco de leite e bata vigorosamente com uma colher de pau.

15. Arroz mais gostoso
O arroz ficará mais gostoso se depois de pronto você colocar um pedaço de manteiga e misturar com um garfo.

16. Macarronada com um toque especial
Um pouquinho de pimenta-do-reino no queijo ralado dará um toque especial a macarronada.

16. Alho
Se voce não tem paciência e nem tempo de descascar o alho toda vez que prepara a comida, peque uma quantidade de alho em que você usa na semana toda, descasque e esprema em um vidro, cubra com óleo e guarde na geladeira. Pode ser guardado durante uma semana.

17. Excesso de sal?
Coloque batatas cruas no feijão ou outro cozido. Elas retiram o excesso de sal.

18. O arroz queimou?
Se você puser uma cebola cortada ao meio na panela desaparece o cheiro de queimado.

19. Descascando o alho
Descasque o alho com facilidade, levando-o ao microondas por 10 segundos num recipiente com um pouco de água.

20. Guardar ovos
Para guardar os ovos coloque-os com a parte mais pontuda para baixo, nesta posição eles duram mais.

21. Peixe com sabor de fresco
Se você quiser que o peixe congelado fique com sabor de peixe fresco, descongele-o diretamente no leite.

22. Açúcar empedrado?
Para evitar que o açúcar fique empedrado, coloque dentro do recipiente algumas bolachas salgadas.

23. Umidade no saleiro?
Para absorver a umidade, misture ao sal do saleiro alguns grão de arroz ou feijão.

24. Cebola partida na geladeira
Se guardar na geladeira metade da cebola, evite que ela resseque passando sobre o corte um pouco de manteiga.


25. Tempero caseiro
Faça um tempero caseiro: Você precisará de 2 maços de cheiro-verde, 6 dentes de alho e ½ kg de sal. Misture tudo no liquidificador e bata por alguns segundos. Coloque em um vidro esterilizado e totalmente seco.

26. Sobremesa ideal para churrascos
O abacaxi é indicado como a melhor sobremesa para churrascos. A fruta contém uma substância digestiva chamada bromelina que facilita o processamento da carne pelo estômago.

27. Limpar verduras com facilidade
Para limpar verduras, mergulhe-as em água com um pouco de sal e vinagre. Os bichinhos subirão à superfície da água, possibilitando que sejam catados e jogados fora.

28. Maçã & culinária
A maçã é uma fruta que tem tudo a ver com a culinária. Ela é um excelente acompanhamento para assados. Além disso, a casca serve para fazer chás e pode ser acrescentada ao mate gelado para realçar o sabor. Inclusive, o chá é indicado para inflamações na bexiga.
Mas lembre-se, para que a maçã descascada ou cortada não escureça, deixe de molho em água salgada.

29. Guardar pó de café
O pó de café mantém o sabor por mais tempo se for guardado num recipiente bem fechado, dentro da geladeira.

30. Guardar condimentos
Nunca guarde condimentos perto do fogão, pois eles perderão a cor e o sabor. Para que os condimentos continuem sempre frescos, guarde na geladeira.

31. Cheiro de alho nas mãos?
Para tirar cheiro de alho e cebola das mãos, guarde sempre na geladeira um pouco de pó de café usado. Ele é excelente.

32. Arroz saboroso
Para o arroz ficar mais solto e saboroso: Pingue algumas gotas de limão deitadas no arroz, enquanto está sendo cozido.

33. Carne macia
Para amaciar uma peça de carne deixe-a por algumas horas numa mistura de azeite e vinagre.

34. Pele da beterraba
Para retirar mais facilmente a pele da beterraba, retire-a da água fervente e mergulhe imediatamente num recipiente com água fria.

35. Descascar ovos quentes
Para descascar os ovos cozidos mais facilmente, tire-os da água quente e coloque-os imediatamente na água fria. Quebre então as cascas e role os ovos entre as mãos começando pela parte mais larga, até soltar toda a casca.


36. Lata na geladeira?
Para evitar que se forme mofo na lata de extrato de tomate guarde o que sobrar na geladeira, em vasilha de louça ou vidro, tendo o cuidado de cobrir com um pouco de azeite ou óleo.

37. Feijoada light
Para a feijoada ficar mais leve, quando estiver pronta, acrescente um copo de caldo de laranja.

38. Descascar ovos de codorna
Para descascar ovos de codornas depois de cozidos, pegue uma tesoura e faca um corte do lado mais chato (mais gordo) do ovo, onde fica a bolsa de ar. Assim a casca sairá com mais facilidade e o ovo não vai ficar machucado.

39. Casca de batatas
Não jogue fora a casca da batata. Frite em óleo quente, tempere com sal e sirva como aperitivo.

40. Untar a forma
Não use margarina para untar forma, pois por conter água na sua composição, quando aquecida faz ressecar e grudar a massa na forma, prefira a manteiga ou óleo.

41. Cebolas
Antes de colocar rodelas de cebola na salada, deixe-as de molho por 15 minutos na água. Além de mais saborosas elas perderão aquele gosto forte.

42. Suco da casca de abacaxi
Suco de casca de abacaxi:
Lave-o bem antes de cortar. Coloque as cascas em uma vasilha com 1 litro de água e deixe quieto por 24 horas. Após este tempo, basta coar e adoçar a gosto.

43. Queijo duro?
Para recuperar o queijo que ficou duro, é só deixá-lo de molho no leite de um dia para o outro.

44. Excesso de sal no bacalhau?
Para tirar o excesso de sal do bacalhau, ferva-o com uma colher de sobremesa de farinha de trigo. A farinha absorverá todo o sal. E para o bacalhau ficar macio e mais gostoso, depois de tirar o sal coloque-o de molho em leite.

45. Carne escura e com cheiro?
Para tirar o cheiro e a cor escura de carnes é só deixar de molho no suco de limão antes de preparar.

46. Azeite caseiro
Para isso, fure algumas azeitonas com um garfo e coloque-as dentro de um recipiente com óleo. Deixe a mistura na geladeira por cinco dias.

47. Tirar cheiro
a. De fritura na cozinha
Se a cozinha estiver com cheiro forte de fritura, encha um copo com vinagre e coloque-o sobre a geladeira ou armário.

b. Da geladeira ou de vasilhames plasticos
Lavar com bicarbonato de sódio diluído em um pouco de água.
No caso dos vasilhames, deixe-os mergulhados nessa solução por algum tempo.

c. Perfumar a cozinha
Coloque num recipiente (borrifador) álcool e cravo da índia, e deixe descansar por alguns dias. Depois, é só usar. Além de perfumar o ambiente, afasta as moscas.

48. Tirar queimado
Para tirar o queimado do fundo da panela, leve a ferver na panela um pouco de água misturada com bicarbonato de sódio.

- Outras dicas

a. Detergente mais eficiente
Torne o detergente mais eficiente, dissolvendo algumas gotas de vinagre. Suas panelas ficarão brilhando e sem gordura.

b. Panelas amareladas?
Para tirar as manchas amareladas da panela depois de uma fritura, ensaboe a parte amarelada e deixe esquentar. Depois, passe uma palha de aço enquanto a panela estiver quente.

c. Limpar forno de microondas
Para limpar o forno de microondas, coloque uma vasilha com água e ligue no forno por 2 minutos.
E então, passe um pano ou papel toalha e seque em seguida.
Outra dica: Para tirar qualquer odor do microondas, limpe seu interior com um pano embebido numa solução de bicarbonato e água morna.

d. Inox brilhando
Para o inox ficar mais brilhante lave a peça com sabão em pó.

e. Limpando o fogão
Muitos produtos são vendidos para a limpeza do fogão. Uma solução caseira que também é muito eficaz é misturar água morna com bicarbonato de sódio. Você logo vai notar a diferença.

Bom colegas,recebi e estou postando , tem coisas bem úteis!!!

Façam bom proveito!!!

Abç


******************marimaura****************

CONSTRUINDO A IGUALDADE DE GÊNEROS...



A desigualdade entre os gêneros sexuais é notória. O preconceito que tange o tratamento que, até os dias atuais, é dispensado à mulher é inquestionável.
Esta específica desigualdade, no entanto, não é a única existente na sociedade.
O desequilíbrio em relação às perspectivas de direito, que decorre de uma desigualdade absolutamente egoísta, que privilegia alguns em detrimento de outros, assola inúmeros outros gêneros humanos.
O preconceito que tange o tratamento que, até os dias atuais, é dispensado à mulher é inquestionável.
Esta específica desigualdade, no entanto, não é a única existente na sociedade. O desequilíbrio em relação às perspectivas de direito, que decorre de uma desigualdade absolutamente egoísta, que privilegia alguns em detrimento de outros, assola inúmeros outros gêneros humanos Segundo Jean Jacques Rousseau, entretanto, esse fenômeno é próprio do ser humano em sociedade. Esse fantástico Iluminista afirmava que o homem é bom por natureza; A sociedade é que o corrompe.
A mulher era privada de toda e qualquer liberdade, e de todos os direitos. Não tinha o direito de herdar.
ARISTÓTELES censurava os espártacos por sua tolerância com as mulheres, inclusive atribuiu a decadência de Esparta à liberdade que se deu às mulheres.
A mulher era proibida de sair de casa; era privada do direito a instruir-se (estudar).
Em nada participava que fosse vida pública. Era, a mulher, tão desprezada,...
A mulher igualava-se a um objeto qualquer, pois vendia-se e comprava-se em mercados específicos.
Na Grécia Antiga, a exceção era Esparta, onde a mulher desfrutava de uma situação pouco melhor, devido à ocupação permanente dos homens nas guerras.
A mulher não tinha o direito à propriedade, pois ela própria era propriedade do homem, e por isso não era dona nem das suas roupas! Às vezes, um homem presenteava seu amigo com uma mulher (escrava)!
ARISTÓTELES censurava os espártacos por sua tolerância com as mulheres, inclusive atribuiu a decadência de Esparta à liberdade que se deu às mulheres.
A mulher era proibida de sair de casa; era privada do direito a instruir-se (estudar). Em nada participava que fosse vida pública. Era, a mulher, tão desprezada,...
A mulher igualava-se a um objeto qualquer, pois vendia-se e comprava-se em mercados específicos.
Na Grécia Antiga, a exceção era Esparta, onde a mulher desfrutava de uma situação pouco melhor, devido à ocupação permanente dos homens nas guerras.
A mulher não tinha o direito à propriedade, pois ela própria era propriedade do homem, e por isso não era dona nem das suas roupas! Às vezes, um homem presenteava seu amigo com uma mulher (escrava)!
A repressão que ao longo dos tempos se instalara em relação à mulher, sofreu forte golpe a partir do final do século XIX. As brutalidades às quais foi o sexo feminino submetido fez eclodir um movimento emancipatório suscitado em todos os cantos do planeta.
Não tardou para que muitos direitos da mulher fossem reconhecidos. A Nova Zelândia estendeu o direito ao voto para as mulheres, em 1.893, a Alemanha em 1.918, a Suécia em 1.919, os EUA em 1.920, o Canadá em 1.940, a China em 1.949, a Índia em 1.950, o México em 1.953, Suíça em 1.971, Iraque em 1.980 e a África do Sul em 1.994. No Brasil, o direito ao voto feminino somente foi inserido na Constituição de 1.934, durante a era Vargas.

As dificuldades, porém, em se obter a igualdade tão almejada pela mulher, ainda persistem, o que deixa sinalizado que é longo o caminho a ser percorrido até que ela seja conquistada em sua plenitude.

Pesquisa
www.igualdadedegenero.cnpq.br




*************marimaura************

Felicidade questionada...



Você já pensou no sentido da palavra "felicidade"?
Talvez sim,
talvez não.
Geralmente, o que se ouve é que felicidade não existe,


que o quê existem são apenas momentos felizes.
Ai, eu lhe pergunto: será mesmo?
Será mesmo que algo
tão grandioso como a
felicidade consiste apenas
em coisas tão transitórias?

Estará a felicidade apenas num carro novo?
Estará a felicidade numa viagem pela Europa?
Estará a felicidade na compra de uma casa nova?
Estará a felicidade
no encontro de alguém que "fará" você feliz?
Na verdade, a felicidade real e concreta
está dentro de cada um de nós.
Só que, para reconhecê-la como verdadeira, faz-se necessário uma análise de vida...
Você já reparou nas coisas boas que o(a) cercam?
Já notou como, todos os dias, tantas coisas boas acontecem?
Já observou que a vida

é um fluir contínuo

como as águas de um rio,

no qual você navega, só que,

muitas vezes, contra a correnteza?
É um caminho sem fim, uma estrada as vezes cheis de curvas , na qual você nunca sabe o que está depois da curva.......no final do caminho.....

Estar alegre pode ser passageiro,
mas estar feliz é eterno e não depende de nada
Basta apenas que você olhe para dentro de si mesmo(a) e acredite em tudo o que pode realizar, naquilo que pode construir.
Aprenda a dar valor a você,

às suas qualidades,

a esses dons especiais que ganhou

***************marimaura***************

A Grandeza do Silencio


A Grandeza do Silencio

O silencio é doçura;
Quando não respondes as ofensas,
Quando não reclamas os teus direitos
Quando deixas a Deus a ofensa de tua honra.
O silencio é misericórdia:
Quandote calas diante das faltas de teus irmãos,
Quando perdoas sem rancor o passado.
Quando não condenas,mas intercedes em segredo.
O silencio é paciencia:
Quando sofres sem te lamentares,
Quando não procuras consolação junto aos homens,


Quando não intervens, esperando que a semente germine lentamente.
O silencio é humildade:
Quando te apagas para deixar aparecer teu irmão, Quando na direção, revelas dons de Deus, Quando suportas que tuas ações sejam mal interpretadas, Quandodeixas os outros a glória da obra inacabada
O silencio é fé:
Quando te apagas, sabendo que é Ele quem age...
Quando renuncias as vozes do mundo para permanecer na sua presença...
Quando te basta que só Ele te ouça...


*************marimaura************

Desigualdade entre os Sexos



1 Origem das Desigualdades entre os sexos segundo a Teoria de Rousseau
A desigualdade entre os gêneros sexuais é notória.

O preconceito que tange o tratamento que, até os dias atuais, é dispensado à mulher é inquestionável, específica desigualdade, no entanto, não é a única existente na sociedade.

O desequilíbrio em relação às perspectivas de direito, que decorre de uma desigualdade absolutamente egoísta, que privilegia alguns em detrimento de outros, assola inúmeros outros gêneros humanos.
O rico, por exemplo, é privilegiado em relação ao pobre. Tem acesso mais fácil a uma formação educacional diferenciada, a um tratamento de saúde apropriado e, dentre tantos outros, à segurança privada. Até mesmo o acesso à justiça é mais fácil para os abastados, em detrimento dos pobres, visto que aqueles, em face de suas situações financeiras, podem dispor de uma defensoria mais qualificada.
O branco, em relação ao negro, tem maiores facilidades, já que o fantasma do preconceito racial ainda não foi extirpado do seio social.

O deficiente físico, em relação àquele que fisicamente é perfeito, se vê em situação de desvantagem.
O homem culto, que pôde ter acesso a uma educação mais refinada, exerce situação de vantagem sobre aquele que jamais teve semelhante oportunidade.
Segundo Jean Jacques Rousseau, entretanto, esse fenômeno é próprio do ser humano em sociedade.
Esse fantástico Iluminista afirmava que o homem é bom por natureza; A sociedade é que o corrompe.
A análise estanque de tal pensamento rousseaneano pode trazer componentes equivocados a respeito do que ele, efetivamente, quis dizer.
Em um de seus mais respeitáveis livros, ele tenta explicar seu pensamento, de forma quase poética, contudo, assaz elucidatória:
Grandes inundações ou tremores de terra circundaram de águas ou precipícios cantões habitados; revoluções do globo destacaram e cortaram em ilhas porções do continente.
Concebe-se que entre homens assim agrupados e forçados a viver juntos se deve ter formado um idioma comum, mais depressa que entre os que erravam livremente nas florestas de terra firme.
Assim, é muito possível que, após seus primeiros ensaios de navegação, tenham os insulares trazido para o nosso meio o uso da palavra; e, pelo menos, é bastante verossímil tenham a sociedade e as línguas nascido nas ilhas e se hajam aperfeiçoado antes de serem conhecidas no continente.
Tudo começa a mudar de face.
Os homens, errantes até aqui, tendo adquirido uma situação mais fixa, se aproximam lentamente, se reúnem em diversas tribos, e formam, enfim, em cada região, uma nação particular, unida por costumes e caracteres, não por leis e regulamentos, mas pelo mesmo gênero de vida e de alimentos e pela influência comum de um mesmo clima. Uma vizinhança permanente não pode deixar de engendrar enfim alguma ligação entre diversas famílias. Jovens de ambos os sexos habitam cabanas vizinhas; O comércio passageiro reclamado pela Natureza conduz em breve a um outro não menos doce e mais permanente, devido à frequência mútua. Acostuma-se a considerar diferentes objetos e a fazer comparações; adquirem-se insensivelmente idéias de mérito e de beleza que produzem sentimentos preferenciais. À força de se verem, não podem passar sem se verem de novo.
Um terno e doce sentimento insinua-se na alma e, à menor oposição, adquire um furor impetuoso: o ciúme desperta com o amor; a discórdia triunfa, e a mais suave das paixões recebe sacrifícios de sangue humano.
À medida que se sucedem as idéias e os sentimentos, que o coração e o espírito se exercitam, continua o gênero humano a domesticar-se, estendem-se as ligações e os laços se fecham. Criou-se o hábito de reunião em frente das cabanas ou em torno de uma grande árvore; o canto e a dança, verdadeiros filhos do amor e do lazer, tornaram-se o divertimento, ou antes a ocupação dos homens e das mulheres, ociosos e reunidos.
Cada qual principia a olhar para os outros e a querer que o olhem, e a estima pública teve um preço. Aquele que melhor cantava ou dançava, o mais belo, o mais forte, o mais destro ou o mais eloqüente vem a ser o mais considerado; e este foi o primeiro passo para a desigualdade e, ao mesmo tempo, para o vício.
O texto arrolado depõe no sentido de que, segundo o entendimento de Rousseau, o homem selvagem é o homem instinto, irracional, que age como um animal para sobreviver.
Quando mata o faz sem o dolo, ou seja, sem o elemento subjetivo cognitivo e volitivo de causar o mal ou de lesar, mas sim para satisfazer a fome, para conquistar espaço, para acasalar para reproduzir, sem, contudo, expressar sentimentos vis como a inveja, o sentimento de propriedade, a vaidade, dentre outros.
Quando o homem deixa sua vida errante e passa para a vida em sociedade, eis que surge uma língua comum, que o torna jungido inevitavelmente à comunidade à qual pertence. Em sociedade, em face da natureza racional da qual dispõe e da qual passa a fazer uso que emerge abruptamente por causa desta convivência social passa a amar, a odiar, a querer mais do que o outro, a notar que possui deficiências, vantagens, forças e fraquezas, enfim, que fazem aflorar a malícia, a sagacidade e a corrupção, a despeito da ingenuidade que trazia consigo quando da condição de errante selvagem.
Ainda respeitando o pensador, é claro que, dentre os mencionados atributos, surge também a diferença entre o mais forte e o mais fraco. E a diferença física entre os gêneros sexuais não escapa desta apreciação, embora se saiba que a força física do homem já prevalecesse sobre a da mulher antes mesmo do surgimento do homem social.
Desta feita, entretanto, ao contrário daquele homem que utilizava a força de forma instintiva quando de sua vida mais remotamente primitiva, o homem passa a contar com a racionalidade para se utilizar da vantagem física que possui sobre a mulher, sendo bastante verossímil que essa possa ser uma das origens da discriminação do gênero masculino em relação ao feminino.
Curial salientar, no entanto, que, se por um lado o homem passou a exercer sua racionalidade associada à vantagem física da qual desfruta em relação à mulher, esta também, em sociedade, dignou-se utilizar desta mesma racionalidade, que dela é imanente, iniciando, desde então, a obstinada luta pela conquista de direitos e de espaço social.
5.2 Discriminação Sexual ao Longo da História
A luta da mulher para conquistar a dignidade à qual faz jus transcende séculos e séculos. Mesmo alguns escritores e pensadores que se destacaram ao longo da história traziam em seus discursos tons discriminatórios, inclusive os mais liberais.
Num discurso de caráter político, Nicolau Maquiavel, em uma de suas metáforas dirigidas ao governante florentino da época, faz menção à mulher como ser que devia ser submisso.
Evidentemente, ao fazer esse discurso, não teve a intenção de ser injusto com o gênero feminino. O fato é que, de suas palavras, obtém-se um retrato da forma com a qual a sociedade de sua época encarava a mulher. Diz Maquiavel, no Capítulo XXVI, de Título Quantum Fortuna in Rebus Humanus Possit, Et Quomodo Illi Sit Occurren Dum do clássico livro O Príncipe:
Considero seja melhor ser impetuoso do que dotado de cautela, porque a fortuna é mulher e consequentemente se torna necessário, querendo dominá-la, bater-lhe e contrariá-la; e ela mais se deixa vencer por estes do que por aqueles que procedem friamente. A sorte, porém, como mulher, sempre é amiga dos jovens, porque são menos cautelosos, mais afoitos e com maior audácia a dominam.
No transcorrer de certos períodos, o enfoque discriminatório chegou ao cúmulo de inadmitir determinadas peculiaridades femininas como algo natural.
O parto, por exemplo, não era enfocado como algo sublime como de fato é mas como uma atividade ligada à idéia do sujo, do impuro, a ponto de se discriminar não só as mulheres, como também as pessoas que exerciam funções ligadas à atividade ginecológica:
O ofício das parteiras na Idade Média e nos séculos seguintes foi visto como uma ocupação suja e, quando se fazia necessária, a cirurgia no parto era realizada pelos igualmente sujos barbeiros ou castradores. A misoginia dos Pais da Igreja, que via as mulheres, em especial seus órgãos da reprodução, como o mal encarnado, fez com que os homens fossem, regra geral, proibidos de assistir aos partos (Rich, 1986:134).
Os atrozes enfoques dados à natureza da mulher não se limitam a isso. A igreja, na Idade Média, a respeito de tal assunto, propagava a idéia de que certas características próprias das mulheres retratavam aspectos pecadores e nocivos à saúde pública:
A Igreja tinha pavor do sangue em geral e do sangue das mulheres em especial. Segundo Ranke-Heinemann, um tabu particular da Antigüidade que o cristianismo acompanhou foi a aversão ao sangue menstrual: "na Antigüidade, tanto judeus quanto pagãos eram convencidos de que o sangue menstrual na realidade era venenoso".
Acreditava-se que o sexo durante a menstruação produzia filhos leprosos, mortos, ou possuídos pelo demônio (1996:33). O sangue em decorrência do parto (lóquios) era considerado ainda mais perigoso do que o menstrual, e as mulheres que acabavam de dar à luz tinham de se "reconciliar com a Igreja" (1996:33,37).
Essa postura dogmática religiosa excludente e preconceituosa medieval, embora uma regra para a época, possui suas exceções. Em meio a culturas diversas, alguns países proporcionavam certos privilégios ao gênero feminino. Muito antes da Idade Média, o Egito reconhecia na mulher o ser complexo e de características peculiares, imprescindível, conferindo-lhe, inclusive, inúmeras benesses:
O Egito do período dinástico (3000 a.C.-332 d.C.) teria sido o melhor lugar da Antiguidade para se nascer mulher. No final desse período, o historiador grego Heródoto conta, perplexo, que os egípcios, em algumas de "suas maneiras e costumes, fazem o exato oposto das práticas comuns do ser homem. Por exemplo, as mulheres vão ao mercado e ao comércio, enquanto os homens ficam em casa sentados tecendo no tear" (1994:1).
As mulheres gozavam de independência legal, social e sexual muito maior que suas contemporâneas gregas e romanas; tinham direito de propriedade e de comercialização de bens, trabalhavam fora de casa, podiam casar com estrangeiros e morar sozinhas, sem a presença de um guardião masculino. Se tinham a sorte de pertencer a uma família real, eventualmente assumiam o trono.
O choque cultural, contudo, ao que se denota do mencionado texto, fica claro. Se de certa forma a mulher egípcia contava com importante e ativa posição social, não se pode desprezar que é com espanto que o grego Heródoto retrata tal liberalismo, inadmissível para as já paradoxalmente avançadas culturas grega e romana.
No tocante ainda à sociedade egípcia, Mohamad Ahmad Abou Fares, Cônsul Marroquino, afirma:
Nos primórdios da civilização humana, a posição social da mulher era quase nula, e inexpressiva no campo da moral e das leis, exceto na civilização do Antigo Egito, a qual fora a única, na história remota, que permitiu à mulher ocupar um lugar legitimado pelo reconhecimento dos governantes e do povo.
A propósito do que se elidiu do comentário indignado de Heródoto, que condenava a liberdade conferida pelos egípcios a suas mulheres, na Grécia e na Roma antigas, a mulher tinha seu valor bastante depreciado. De se observar o enfoque dado pelos gregos às mulheres:
A mulher era privada de toda e qualquer liberdade, e de todos os direitos.
Não tinha o direito de herdar.
ARISTÓTELES censurava os espártacos por sua tolerância com as mulheres, inclusive atribuiu a decadência de Esparta à liberdade que se deu às mulheres.
A mulher era proibida de sair de casa; era privada do direito a instruir-se (estudar). Em nada participava que fosse vida pública. Era, a mulher, tão desprezada, que chamavam-na de obra de Satanás.
Perante a legislação em uso, a mulher igualava-se a um objeto qualquer, pois vendia-se e comprava-se em mercados específicos. Na Grécia Antiga, a exceção era Esparta, onde a mulher desfrutava de uma situação pouco melhor, devido à ocupação permanente dos homens nas guerras, da qual decorria a necessidade de que as mulheres executassem algumas tarefas (diferentemente de Atenas).
Em Roma, civilização também bastante evoluída, não se via com bons olhos a concessão de liberdades para as mulheres:
A mulher não tinha o direito à propriedade, pois ela própria era propriedade do homem, e por isso não era dona nem das suas roupas! Às vezes, um homem presenteava seu amigo com uma mulher (escrava)!
O menosprezo ao sexo feminino extrapolava os aspectos físicos, profissionais, funcionais sociais, atingindo mesmo os aspectos intrínsecos sentimentais, olvidando-se a própria capacidade de amar da mulher. Na antiguidade grega e no Império Romano, o amor valioso era o amor entre homens, à mulher sendo reservadas as funções procriativas.
Esses contrastes, conforme se infere da luta naquela época já discretamente iniciada, passaram a perder paulatinamente suas forças, na medida em que, embora lentamente, as mulheres passaram a dar ostensividade à obstinada batalha rumo ao reconhecimento de seus valores, até então subestimados.

5.3 Da Obstinação à Tragédia
A fim de transpor os óbices impostos pela preconceituosa sociedade antiga em busca da igualdade, muitas mulheres pagaram o alto preço de ter a própria vida sacrificada. Na França, por exemplo, Marie Gouze, que tentou sem sucesso seguir a carreira literária, lançou-se a uma prodigiosa atividade revolucionária, liderando as mulheres que queriam ter voz ativa no processo da revolução francesa. Dentre os direitos por ela reclamados, cita-se o direito de voto feminino e o reconhecimento das uniões concubinárias. O movimento revolucionário, no entanto, era eminentemente masculino, motivo pelo qual suas reivindicações não foram atendidas, tendo muitas das mulheres adeptas de Marie Gouze sido levadas à Guilhotina, inclusive ela, no ano de 1.791.
Não teve ela sequer direito a advogado.
Os nobres políticos franceses, ao relegarem a condição da mulher no caso em tela, não consideraram o fato de que, cerca de trezentos anos antes, haviam confiado a liberdade francesa a uma mulher, ou seja, para Joana Darc, conhecida na infância pela alcunha de pastorinha, tratando-se do maior símbolo francês na luta pelo desvencilhamento da França do domínio Inglês na Guerra dos Cem Anos. A virgem pastorinha foi morta na fogueira, acusada de feitiçaria e bruxaria, tendo sido canonizada em 1.920, proclamada Joana darc, a santa padroeira da França.
Os exemplos franceses retro-expostos são emblemáticos e retratam a árdua batalha que já se instalara há tempos e que deveria ter continuidade ao longo da história. Entre derrotas e vitórias, a mulher, contudo, foi, aos poucos, conquistando seu espaço na sociedade de todo o mundo.
Na Inglaterra, em meio à Revolução Industrial, na metade do Século XVIII, as mulheres passam a integrar o mercado de trabalho, em condições, entretanto, subumanas. A inserção da mulher no mercado de trabalho inglês não teve, contudo, motivos humanitários ou igualitários, mas tão-somente financeiros, vez que a mão-de-obra feminina era mais barata do que a masculina.
... passou a ser obrigada a conviver com jornadas de trabalho que chegavam até 17 horas diárias, em condições insalubres, submetidas a espancamentos e ameaças sexuais constantes, além de receber salários que chegavam a ser 60% menores do que os dos homens. Um exemplo típico do ambiente fabril na época era a tecelagem Tydesley, em Manchester, na Inglaterra, onde se trabalhava 14 horas diárias a uma temperatura de 29º, num local úmido, com portas e janelas fechadas e, na parede, um cartaz afixado proibia, entre outras coisas, ir ao banheiro, beber água, abrir janelas ou acender as luzes.
Não tardou para que a classe operária passasse a fazer reivindicações em relação àquilo que considerava direitos trabalhistas. Os ingleses, em 1.819, após luta sindical que culminou com enfrentamento com a polícia que atirou contra os trabalhadores com canhões conseguiram conquistar avanços quanto ao que exigiam. As mulheres e as crianças com idade compreendida entre nove e dezesseis anos conquistaram o direito de trabalhar doze horas diárias.
Nos EUA, em 1.857, inúmeras tecelãs resolveram cruzar os braços, numa paralisação que protestava contra a jornada de trabalho que desenvolviam.
O objetivo das trabalhadoras era de obterem uma carga horária de dez horas diárias. Foi a primeira greve realizada somente por mulheres nos Estados Unidos da América.
A forma com a qual o governo norte-americano lidou com a reivindicação de suas mulheres foi drástica, como se vê:
Violentamente reprimidas pela polícia, as operárias, acuadas, refugiaram-se nas dependências da fábrica. No dia 08 de março de 1.857, os patrões e a polícia trancaram as portas da fábrica e atearam fogo. Asfixiadas, dentro de um local em chamas, as tecelãs morreram carbonizadas ... Durante a II Conferência Internacional de Mulheres, realizada em 1.910 na Dinamarca, a famosa ativista pelos direitos femininos, Clara Zetkin, propôs que o 8 de março fosse declarado como o Dia Internacional da Mulher, homenageando as tecelãs de Nova Iorque.

5.4 A Alteração Paulatina do Cenário
A repressão que ao longo dos tempos se instalara em relação à mulher, sofreu forte golpe a partir do final do século XIX. As brutalidades às quais foi o sexo feminino submetido fez eclodir um movimento emancipatório suscitado em todos os cantos do planeta. Não tardou para que muitos direitos da mulher fossem reconhecidos. A Nova Zelândia estendeu o direito ao voto para as mulheres, em 1.893, a Alemanha em 1.918, a Suécia em 1.919, os EUA em 1.920, o Canadá em 1.940, a China em 1.949, a Índia em 1.950, o México em 1.953, Suíça em 1.971, Iraque em 1.980 e a África do Sul em 1.994. No Brasil, o direito ao voto feminino somente foi inserido na Constituição de 1.934, durante a era Vargas.
Algumas mulheres, a partir de então, passaram a liderar até mesmo nações, a exemplo de Sirimavo Bandaranaike, que, em 1.960, sagrou-se líder da República do Sri Lanka. Na Inglaterra, em 1.979, Margareth Tatcher foi intitulada a primeira mulher a receber o cargo de Primeira Ministra da Inglaterra, passando a ser conhecida no mundo como a Dama de Ferro.
Os esforços despendidos por aquelas que se sacrificaram para conquistar os direitos da mulher não foram, pois, em vão. As dificuldades, porém, em se obter a igualdade tão almejada pela mulher, ainda persistem, o que deixa sinalizado que é longo o caminho a ser percorrido até que ela seja conquistada em sua plenitude.
Pesquisa em diversos sites da net
*****************marimaura***************