OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




domingo, 24 de março de 2013

Dia do circo





Comemora-se o Dia do Circo em 27 de março, numa homenagem ao palhaço brasileiro Piolin, que nasceu nessa data, no ano de 1897, na cidade de Ribeirão Preto, São Paulo.
Considerado por todos que o assistiram como um grande palhaço, se destacava pela enorme criatividade cômica e pela habilidade como ginasta e equilibrista. Seus contemporâneos diziam que ele era o pai de todos os que, de cara pintada e colarinho alto, sabiam fazer o povo rir.

sexta-feira, 22 de março de 2013

Sugestões para disciplinar com amor os filhos

O que vocês acham: palmadas ou amor? O que educa mais um filho?




A paciência é necessária nessas horas e muitas vezes não temos tempo, mas neste artigo você pode aprender como disciplinar seu filho com amor e criar assim um adulto equilibrado que repetirá o ciclo do amor:
Segundo o psiquiatra, pediatra e professor norte-americano Dr. Thomas Berry Brazelton: "A disciplina é o segundo presente mais importante que um pai pode dar a uma criança. O amor vem em primeiro lugar”. Também o Dr. Içami Tiba, médico psiquiatra e escritor de livros sobre educação familiar, afirma que “Quem ama, educa”.

Podemos concluir que a disciplina se constitui na ação do amor e é considerada pelos especialistas uma necessidade absoluta na educação, afinal é ela que proporciona as orientações para a vida dos filhos.

Vejamos algumas sugestões pertinentes:

1- Crianças aprendem por imitação: O seu exemplo como pai e mãe são essenciais no momento de impor disciplinas aos filhos. Não adianta simplesmente dizer para criança como ela deve agir, os exemplos são essenciais na educação.

2- A assertividade dos pais provoca segurança nos filhos: Mantenha uma postura positiva em suas ações e palavras, seu filho precisa aprender que “sim é sim” e “não é não”. Isso quer dizer que, por mais que ele insista, um “não” não se transformará em um “sim”.

3- Disciplina com amor não traumatiza: Não tenha receio de negar pedidos e desejos de seu filho; medidas disciplinares não provocam trauma, no entanto, as consequências da falta de disciplina podem produzir transtornos no psiquismo de seu filho.

4- Evite sentimento de culpa: A dificuldade de muitos pais em dispensar tempo e atenção aos filhos pode fazer com que se tornem mais permissíveis. Esse tipo de compensação gera grandes conflitos, transformando a relação pais e filhos em moeda de troca. Por resultado o filho se sente “comprado” e cobra sempre mais.

5- Imponha e mantenha limites: Para que as crianças aprendam a lição é muito provável que pai e mãe tenham que repetir várias vezes a mesma determinação. Filhos costumam testar se os pais mantêm a palavra, quando não sentem que os limites impostos são firmes, acabam se sentindo inseguros e passam a chamar atenção sobre si.

6- Deixe claro e cobre as consequências: Se a criança perceber que nada acontece quando ela desobedece às regras, nada irá impedi-la disso. Ensine seu filho desde cedo a ter responsabilidade nas suas ações, converse muito com ele, deixe claro que sua ação não é punitiva, e sim educativa. Lembre-se que você tem a opção de propiciar que seu filho aprenda a ser responsável com amor; não deixe que a vida o ensine pela dor.

O Dr. Brazelton ensina ainda que “uma criança indisciplinada revela pelo seu comportamento que não gosta de si própria e também não sabe se os pais gostam dela o suficiente para suportarem a sua irritação”.

Quanto podem os pais beneficiar seus filhos ensinando-os pela disciplina a conhecer limites e responsabilidades.


Fonte: http://familia.com.br/sugestoes-para-disciplinar-com-amor-os-filhos