OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Triste história de um Professor


Porto Alegre (RS), 16 de julho de 2011

Meu nome é Maurício Girardi. Sou Físico. Pela manhã sou vice-diretor
no Colégio Estadual Piratini, em Porto Alegre , onde à noite leciono a
disciplina de Física para os três anos do Ensino Médio. Pois bem,
olha só o que me aconteceu: estou eu dando aula para uma turma de
segundo ano. Era 21/06/11 e, talvez, “pela entrada do inverno”,
resolveu também ir á aula uma daquelas “alunas-turista” que aparecem
vez por outra para “fazer uma social”. Para rever os conhecidos.
Por três vezes tive que pedir licença
para a mocinha para poder explicar o conteúdo que abordávamos.
Parece que estão fazendo um favor em nos permitir um espaço de fala.
Eis que após insistentes pedidos, estando eu no meio de uma explicação
que necessitava de bastante atenção de todos, toca o celular da aluna,
interrompendo todo um processo de desenvolvimento de uma idéia e
prejudicando o andamento da aula. Mudei o tom do pedido e aconselhei
aquela menina que, se objetivo dela não era o de estudar, então que
procurasse outro local, que fizesse um curso à distância ou coisa do
gênero, pois ali naquela sala estavam pessoas que queriam aprender' e
que o Colégio é um local aonde se vai para estudar. Então, a
“estudante” quis argumentar, quando falei que não discutiria mais com
ela.
Neste momento tocou o sinal e fui para a troca de turma. A menina
resolveu ir embora e desceu as escadas chorando por ter sido
repreendida na frente de colegas. De casa, sua mãe ligou para a Escola
e falou com o vice-diretor da noite, relatando que tinha conhecidos
influentes em Porto Alegre e que aquilo não iria ficar assim. Em
nenhum momento procurou escutar a minha versão nem mesmo para dizer,
se fosse o caso, que minha postura teria sido errada. Tampouco
procurou a diretoria da Escola.
Qual passo dado pela mãe? Polícia Civil!... Isso mesmo!... tive que
comparecer no dia 13/07/11, na 8.ª (oitava Delegacia de Polícia de
Porto Alegre) para prestar esclarecimentos por ter constrangido (“?”)
uma adolescente (17 anos), que muito pouco frequenta as aulas e quando
o faz é para importunar, atrapalhar seus colegas e professores'. A que
ponto que chegamos? Isso é um desabafo!... Tenho 39 anos e resolvi ser
professor porque sempre gostei de ensinar, de ver alguém se apropriar
do conhecimento e crescer. Mas te confesso, está cada vez mais
difícil.
Sinceramente, acho que é mais um professor que o Estado perde. Tenho
outras opções no mercado. Em situações como essa, enxergamos a nossa
fragilidade frente ao sistema. Como leitor da tua coluna, e sabendo
que abordas com frequência temas relacionados à educação, ''te peço,
encarecidamente, que dediques umas linhas a respeito da violência que
é perpetrada contra os professores neste país''.
Fica cristalina a visão de que, neste país:
Ø NÃO PRECISAMOS DE PROFESSORES Ø
NÃO PRECISAMOS DE EDUCAÇÃO
Ø AFINAL, PARA QUE SER UM PAÍS DE 1° MUNDO SE ESTÁ BOM ASSIM
Alguns exemplos atuais:
· Ronaldinho Gaúcho: R$ 1.400.000,00 por mês. Homenageado
pela “Academia Brasileira de Letras"...
Procuradores do Estado RGS R$30.000,00 (Bachareis que querem ser doutores)
Alias essa corja de bachareis,não são doutores,ninguém merece esses caras.
· Tiririca: R$ 36.000,00 por mês. Membro da “Comissão de
Educação e Cultura do Congresso"...
TRADUZINDO: SÓ O SALÁRIO DO PALHAÇO, PAGA 30 PROFESSORES. PARA
AQUELES QUE ACHAM QUE EDUCAÇÃO NÃO É IMPORTANTE: CONTRATE O TIRIRICA
PARA DAR AULAS PARA SEU FILHO.
Um funcionário da empresa Sadia (nada contra) ganha hoje o mesmo
salário de um “ACT” ou um professor iniciante, levando em consideração
que, para trabalhar na empresa você precisa ter só o fundamental, ou
seja, de que adianta estudar, fazer pós e mestrado? Piso Nacional dos
professores: R$ 1.187,00… Moral da história: Os professores ganham
pouco, porque “só servem para nos ensinar coisas inúteis” como: ler,
escrever, pensar,formar cidadãos produtivos, etc., etc., etc....
SUGESTÃO: Mudar a grade curricular das escolas, que passariam
a ter as seguintes matérias:
Ø Educação Física: Futebol;
Ø Música: Sertaneja, Pagode, Axé;
Ø História: Grandes Personagens da Corrupção Brasileira; Biografia
dos Heróis do Big Brother; Evolução do Pensamento
das "Celebridades"
Ø História da Arte: De Carla Perez a Faustão;
Ø Matemática: Multiplicação fraudulenta do dinheiro de campanha;
Ø Cálculo: Percentual de Comissões e Propinas;
Ø Português e Literatura: ?... Para quê ?...
Ø Biologia, Física e Química: Excluídas por excesso de complexidade.
Está bom assim? ... eu quero mais!...
ESSE É O NOSSO BRASIL ...
Vejam o absurdo dos salários no Rio de Janeiro (o que
não é diferente do resto do Brasil)
Ø BOPE - R$ 2.260,00....................... para ........
Arriscar a vida;
Ø Bombeiro - R$ 960,00.....................para ........ Salvar vidas;
Ø Professor - R$ 728,00.....................para ........
Preparar para a vida;
Ø Médico - R$ 1.260,00......................para ........
Manter a vida;
E o Deputado Federal?.....R$ 26.700,00 (fora as mordomias,
gratificações, viagens internacionais, etc., etc., etc., para FERRAR
com a vida de todo mundo, encher o bolso de dinheiro e ainda
gratificar os seus “bajuladores” apaniguados naquela manobrinha
conhecida do “por fora vazenildo”!).
IMPORTANTE:
Faça parte dessa “corrente patriótica” um instrumento de
conscientização e de sensibilização dos nossos representantes eleitos
para as Câmaras Municipais, Assembleias Estaduais e Congresso Nacional
e, principalmente, para despertar desse “sono egoísta” as autoridades
que governam este nosso maravilhoso país, pois eles estão inertes,
confortavelmente sentados em suas “fofas” poltronas, de seus luxuosos
gabinetes climatizados, nem aí para esse povo brasileiro. Acorda
Brasília, acorda Brasil !...

P.S.: Divulgue logo esta carta para todos os seus contatos.
Infelizmente é o mínimo que, no momento, podemos fazer, mas já é o
bastante para o Brasil conhecer essa "pouca vergonha". As próximas
eleições estão chegando!
Os nobres Auditores Federais estão de olho nesta corja,vem bomba ai,aguardem...
Eu sou Ray Pinheiro.

Recebi e mail do meu amigo Ray Pinheiro e faço questão de postar para que possam ler.

Mariamaura

2 comentários:

Anônimo disse...

MUITO INTERESSANTE E LAMENTÁVEL TAMBÉM............
Penso que uma matéria com essa, tão esclarecetória, devia ser publicada na íntegra com locução também, NO HORÁRIO ELEITORAL GRATUITO / BLOCOS DA OPOSIÇÃO.
Só assim , uma maior parte de eleitores poderiam se esclarecer melhor e tornarem-se multiplicadores , formando opiniões e fazendo ecoar a voz dos professores.

Mariamaura disse...

Obrigada pelo apoio e reconhecimento do descaso como são tratados os professores e outras classes trabalhadoras no Brasil.
Abraço
Maura