OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

Inocência


Oh bela!!!!
Como tu és inocente!!!
Na sua ingenuidade nem percebe que os desfrutes e deleites da vida lhe são arrancados quase que sem perceber. Percebe-se que queria tanto esse amor quanto quis outros amores. Depois disso descobre tarde que tentar não ser ingênua é a nossa maior ingenuidade, eu descobri que ser inteira não me dá medo porque ser inteira já é ser muito corajosa..."
Que ingenuidade, quanta pobreza de espírito, privar-se de sentimentos, que procedem sempre da mesma maneira, que nada aprendem, nada aperfeiçoam! Será porque falo que julgas que tenho sentimento, memória, idéias? Pois bem, calo-me. Vês-me entrar em casa aflita, procurar um papel com inquietude, abrir a escrivaninha, nem ao menos uma ligação, um recadinho teu, no seu sofrimento não há espaço para mais nada.O agora é impossível definir. É algo extremamente complexo e, ao mesmo tempo, tão bobo. Depende de quem o esteja vivendo, de como esse alguém vai transformar seu agora.
Se chorar, que seja pelo que não fez. E mesmo assim, isso é remoer o passado.

A lei agora é a do mais forte.
Seja você !
Marimaura

Nenhum comentário: