OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

O ser humano está gravemente doente....


Todos os dias, em todos os jornais do mundo, podemos encontrar notícias absurdas e assustadoras. Aos poucos essa barbárie diária vai se tornando absorvida por nós e passa a fazer parte da nossa realidade. Tenho muito medo que venhamos a nos acostumar com isso, que passemos a achar esses fatos, simples fatos do cotidiano e que eles não cheguem mais a nos chocar tanto. Eu ainda quero chorar na frente da tv quando ouvir algo tão assustador. Eu ainda faço questão de preservar a minha emoção e indignação, eu ainda quero questionar, lutar e exigir um mundo melhor. Em certos momentos, claro, que o desânimo toma conta de mim pois tenho percebido com imensa tristeza que o ser humano, na sua maioria, está gravemente doente, tanto os bons, quantos os maus. Tenho certeza que o orkut, a internet, os sites de relacionamento não são os culpados pelo acontecido. Criaturas estão circulando pelas ruas, vivendo no mundo real e aplicando seus golpes a todo instante ao vivo e a cores. O que me deixa absolutamente pasma é saber que existem mulheres que entregam sua vida nas mãos do primeiro que cruza seu caminho.. Há quem vá dizer, ela fez tudo por amor. Contesto veementemente, amor é algo bastante diferente disso. O amor, por mais que se diga o contrário, tem seus limites, também.Tudo na vida tem seus limites e ultrapassá-los significa se entregar a riscos absurdos e desnecessários. Quando se "ama" alguém mais do que a si próprio algo está errado.Nós devemos ser sempre o primeiro lugar em nossas vidas, salvo filhos, mas essa é uma outra história. Quantos de nós já tivemos enormes períodos de carência e nem por isso perdemos a noção das coisas. Carência também não é isso, ela não leva ninguém a ficar cego, idiotizado, fora de suas faculdades mentais. Carência dói, machuca, incomoda, fere, mas não elimina o raciocínio de um ser humano. Claro que não estou aqui para defender orkut, assim como a internet em geral. Tenho absoluta convicção que por aqui circulam pessoas de várias categorias. Muitas delas se escondem atrás de uma tela para se "divertir" às custas de terceiros. Mulheres que se fazem passar por homens, homens que se fazem passar por mulheres, seres completamente virtuais que se recusam a mostrar a sua cara com o intuito de ludibriarem as pessoas para facilitar os seus golpes. Mas o pior é que, infelizmente, existem as pessoas que acabem tendo um fim trágico. No final, no entanto, todas as pessoas são exatamente iguais aqui e no mundo real. Suas fragilidades, doenças, caráter duvidoso resistem em todos os mundos. É com grande tristeza que digo a todos vocês; Acreditem menos no ser humano, entreguem-se menos, confiem menos, preservem-se mais, avaliem profundamente as pessoas que lhes cercam e as que se aproximam de vocês. Difícil viver assim? Eu diria que é praticamente impossível mas, que outra opção temos no momento? E, principalmente, nunca confundam amor e carência com doenças mentalmente transmissíveis. Feliz daquele que tem o caminho enfeitado com flores, mas mais feliz ainda é aquele que sabe como e onde plantar as flores!

Nenhum comentário: