OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

APRENDIZAGEM HUMANA E OS FATORES QUE INFLUENCIAM A APRENDIZAGEM.



A aprendizagem é o processo, através do qual a criança se apropria ativamente do conteúdo da experiência humana। Para que a criança aprenda ela necessita interagir com outros seres humanos desde o nascimento, com essa interação a criança vai gradativamente ampliando suas formas de lidar com o mundo, aprendizagem é considerada um processo evolutivo,integrativo, supõe uma dinâmica interna,mental, ou seja que vai se desenvolvendo constantemente no cotidiano da criança, no qual implica uma seqüência de modificações no comportamento do individuo, dependendo do meio que o rodeia। A aprendizagem está sempre se efetuando, é um processo que começa com o nascimento, e continua durante toda a nossa vida e se acentua na escola, com o processo sistêmico de escolarização।
“(...) cada inteligência é relativamente independente das outras e que os talentos intelectuais de um individuo, digamos, em musica, não podem ser inferidos a parir de suas habilidades em matemática, linguagem e compreensão interpessoal” (Gardner, 1994: XI)।


Aprendizagem e Escolarizaçãओ

A aprendizagem é um fenômeno complexo, no qual envolve aspectos cognitivos, emocionais, orgânicos, psicossociais e culturais। A aprendizagem é resultante do desenvolvimento de aptidões e de conhecimentos, bem como da transferência destes para novas situações। O processo de aprendizagem é desencadeado a partir da motivação, esse processo se dá no interior do indivíduo, estando, entretanto, intimamente ligado às relações de troca que o mesmo estabelece com o meio, principalmente escolar: professores e colegas, relação indispensável para que o aluno possa apropriar-se do conhecimento। A criança é um todo, e quando apresenta dificuldades de aprendizagem, precisa ser avaliada em vários aspectos. No processo de escolarização inúmeros problemas são detectados:

-Dificuldades de coordenação मोटर
-Agressividade,
-Falta de atenção em sala de aula,
-Dificuldades em ordenação, e outros।

Fatores que possibilitam o insucesso da criançअ

-Falta de amadurecimento suficiente para aprender determinados conceitos;
-Falta de motivação;
-Auto-estima baixa;
-Problemas fisiológicos;
-Problemas sociais, como aceitação do professor e dos colegas;
-Falta de afeto por parte dos pais e das pessoas em geral;
-Experiências anteriores desfavoráveis;
-Dificuldade de concentração;
-Podem estar numa escola onde a forma de ensinar não está de acordo com sua forma de aprender.
Na verdade, quando o ato de aprender se apresenta problemático, é preciso uma avaliação muito mais abrangente e minuciosa। Cabe ao especialista psicopedagogo, faze-la, a fim de identificar causas e planejar possíveis correções। O mais importante, é que o profissional tenha consciência do papel significativo de estimular e facilitar o processo ensino-aprendizagem, e tenha sempre em mente que uma criança não aprende em função do professor, mas em função dela mesma, de sua auto-estima, porém, tanto o professor quanto a família, são imprescindíveis para o sucesso da mesma। Pois muitas vezes precisamos apenas descobrir na criança o que ela já sabe.

Professor deve ter a sensibilidade de detectar causas

Quando o professor detecta alguma anormalidade, após a verificação de todos esses fatores, é necessário que ele faça uma analise, a criança pode estar vivendo um a fase difícil que seja provisório ou não, que o psicopedagogo tenha a consciência do seu papel educativo e humano para detectar as dificuldades que possa surgir em sala de aula e investigara s causas de forma ampla, que abranja os aspectos orgânicos, neurológicos, mentais,psicológicos adicionados ao meio ambiente em que a criança vive।
O cérebro humano um sistema complexo que estabelece relações com o mundo que o rodeia. São duas as especificidade: A primeira refere-se as vias que levam da periferia ao córtex, informações provenientes do mundo exterior; a segunda diz respeito aos neurônios. São estas características que permitem determinar áreas motoras, sensoriais, auditivas, ópticas e olfativas, estabelecendo noções exatas e ricas no aprendizado.
O termo problema de Aprendizagem tem sido usado de forma genérica, para indicar uma utilização de informações ou na habilidade para solução de problemas (VALLET, 1977)।

Portanto quando existe uma falha no ato de aprender esta exige uma modificação dos padrões de aquisição, assimilação e transformação, seja por vias internas ou externas ao individuo।

“(...) como não poderia de ser, se acha embutida, às vezes desembutida clara explicita, uma antropologia, certa compreensão ou visão do ser humano gestando sua natureza na própria historia, de que se torna necessariamente sujeito e objeto। É exatamente uma das conotações desta natureza, social e historicamente construindo-se, que finda não só a afirmação feita no trecho citada, mas em a que radicam coerentemente as posições de ordem político-pedagógicas, definidas por mim ao longo dos anos”. (FREIRE, 1992:348/149).






Nenhum comentário: