OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Convite



ANIVERSÁRIO DE UM ANO DO PROJETO ALDEIAS PARA UM NOVO MUNDO




26 DE JANEIRO DE 2009
Segunda-feira



VENHA PARTICIPAR CONOSCO, DISCUTINDO O TEXTO DA CARTA DE PRINCÍPIOS




A PARTIR DAS 18 HORAS NA SEDE DA ONG ACIM


AV. JOÃO XXIII, 140 – SANTA MARIA – UBERLÂNDIA – MG – BRASIL


Amar e ser cidadão é cuidar de todos e do mundo todo!!



1- Qualquer cidadão ou cidadã sente, entende ou percebe o fato de estarmos hoje vivenciando uma profunda crise na história da humanidade। Esta crise atinge todos os aspectos da vida social। É uma crise não só provocada pelo capitalismo na sua fase atual – o neoliberalismo – mas por velhos sistemas, estruturas e idéias conservadoras que herdamos do passado।



2- O Velho e o Novo, a Vida e a Morte confrontam-se cada vez mais e com mais intensidade nestes últimos dias। Os desafios são os maiores enfrentados pela humanidade até hoje। Estamos no limite da sobrevivência, pois a violência, a desigualdade, a injustiça, a corrupção, o racismo, o sexismo e a iniqüidade atingiram níveis jamais vistos।



३ -Entretanto, lutamos para que seja uma crise de transição para um novo mundo, numa outra comunidade। Depende de nós, ela é possível। É preciso então empreender um longo e sustentável processo de mudanças, transformações e revoluções, em todos os campos da vida, da relação dos homens entre si e dos homens com a Natureza। Queremos transitar para outro mundo e para outra comunidade, com paz, dignidade, justiça, equidade, fraternidade, solidariedade e diálogo sem preconceitos num mundo de pluralidade ।



4- O surgimento do Fórum Social Mundial em janeiro de 2001 em Porto Alegre, Brasil, foi um acontecimento notável e histórico। Em primeiro lugar, o Fórum se constituiu numa afirmação de uma cidadania mundial, criando um novo espaço para que as mais variadas organizações da sociedade pudessem trocar experiências e discutir outro mundo possível, tendo em vista a crise e a impossibilidade de resolvê-la pelas formas tradicionais: os partidos políticos, governos e toda a estrutura do estado atual।



5- O Fórum Social Mundial tem um papel muito importante no processo das transformações históricas, até mesmo porque ele, em conjunto com as organizações sociais, abriu um debate promissor acerca de temas cruciais। Novas proposições estão sendo engendradas sobre todos os aspectos da vida humana, num diálogo jamais visto e de uma forma permanente, através de redes que estão sendo montadas nas diversas temáticas। O processo de diálogo está possibilitando a criação de consensos e um processo de consolidação de conhecimento que vai se formando paulatinamente numa relação teórico-prática। Criam-se novos conceitos que funcionam como idéias-força no processo de mudanças।



6- Surge uma nova “espiritualidade universal”। Ela é resultado do reconhecimento do homem como ser do amor, da fraternidade e da solidariedade। Valores da religiosidade, das tradições seculares, das sabedorias ancestrais e dos próprios movimentos e organizações sociais, constituíram valores humanos universais। Esta espiritualidade universal traduz a relação dos homens com a natureza (Pacha Mama – Mãe Terra) e dos homens entre si.



7- Finalmente, o outro importante sinal de mudanças no nosso tempo é a construção de uma cidadania mundial, denominada “globalização da cidadania” e também de “globalização da solidariedade”। Ela se dá em várias frentes, , seja nos avanços do fórum Social Mundial, na “globalização das lutas”, na ampliação das redes, pelo desafio da globalização da crise e pela velocidade de circulação da informação, através da Rede Mundial de Computadores। Mas a cidadania mundial só se realizará completamente se as questões mundiais forem assumidas na vida quotidiana, em cada lugar do planeta, numa conexão com a organização social local।


8- É preciso dar um salto de qualidade nas formas de organização locais. Criar uma organização totalmente nova, diferente de tudo o que tivemos até agora. Que nos ajude a transitar no século XXI e promova as mudanças de baixo para cima!
O movimento Aldeias para um Novo Mundo é uma nova organização social comunitária.. Tem como base os conceitos de autonomia, autogestão, liberdade, comunidade, solidariedade, cidadania mundial, espiritualidade amorosa e o trabalho em rede.
Ela é a síntese da espiritualidade amorosa com a cidadania mundial do cuidar de todos e do mundo todo. Cuidar de todos é o exercício do amor sem distinção, mas também significa cuidar dos que mais necessitam. Mas é um amor com cidadania e não meramente assistencialista. Resgata o comunitário, aspecto essencial do humano (a família é o nosso primeiro espaço comunitário). Cuidar do mundo todo é cuidar do planeta, da Mãe Terra. Cuidar do mundo é reconhecer que dependemos uns dos outros.
A amorosidade, a primeira virtude do amor, se dá numa comunidade que tem como objetivo maior cuidar do bem comum, pois assim estamos cuidando da melhor forma de cada um de nós - a cidadania e a espiritualidade se encontram para mudar o mundo e mudar a nós mesmos.
As Aldeias vivenciam valores humanos como a solidariedade, reciprocidade, acolhimento, diálogo, direitos humanos, cultura de paz, busca do consenso e cidadania como cuidar de todos e do mundo todo. É uma organização local comunitária que se organiza como uma rede local, horizontalmente, compartilhando experiências e conhecimentos. Esta rede se expande sem limites para fora, mas tem como base a Aldeia.
As Aldeias têm como primeira tarefa pesquisar as iniciativas sociais locais de interesse público que existem numa determinada localidade, num bairro, numa cidade, numa vila rural. É necessário então fazer um cadastro detalhado, de modo a esclarecer quais são as demandas daquela iniciativa. Cuidar do público também é exercer uma cidadania ativa, é participar da gestão da cidade/vila, colaborar com as autoridades, apoiar iniciativas de interesse público, fiscalizar o mandato dos eleitos, ampliar a ação dos cidadãos e da sociedade nas organizações e nas políticas públicas.
Exercer a cidadania mundial nas Aldeias significa articular as questões locais com as globais e estar presente, de várias formas, nos desafios colocados mundialmente.
A corrente do bem se faz na medida em que os que cuidaram do público com ações (não monetárias) em favor do bem comum têm créditos (pessoais ou coletivos) na Aldeia. Os que ajudaram os que promoveram ações a favor das iniciativas de interesse público passam também a ter créditos (sem valor monetário, mas que vão suprir necessidades humanas). Existem também mecanismos de auto-ajuda dentro de cada Aldeia e entre elas, como se todos fossem uma mesma comunidade, uma grande Aldeia. Esta interação se faz através de reuniões nos bairros e nas cidades/vilas e através da Rede Mundial de Computadores.
As Aldeias - como movimento autônomo e autogestionário - se organiza horizontalmente em rede। Cada Aldeia é livre nas suas ações। Sua única obrigação é seguir a Carta de Princípios। Articula-se com outras Aldeias para celebrar, festejar, pensar e agir frente a questões locais/regionais/nacionais/mundiais, usando o Fórum Social Mundial como suporte para as suas ações, já que as ações locais se conectam com as ações globais, interagindo-se।



9- O movimento social “Aldeias para um Novo Mundo” é uma contrapartida de base ao movimento de mudanças que se faz necessário no mundo de hoje e que se expressou no Fórum Social Mundial। É um movimento à frente das atuais organizações locais। Cidadania e espiritualidade se encontram para celebrar a Vida e a Humanidade। “Cuidar do bem comum” é a melhor forma de amar, é cuidar da nossa comunidade, cuidar de todos e da Mãe Terra, construindo um futuro de felicidade para toda a Humanidade।



10- Você e seu grupo de amigos e amigas, colegas, vizinhos, na escola, no bairro, no trabalho, no campo ou na cidade podem criar uma Aldeia. Na Aldeia todos são iguais, irmãos e irmãs que compartilham e se apóiam mutuamente, para trazer a felicidade, o bem-estar e o progresso para todos e todas. No mundo globalizado somos uma comunidade mundial, a partir da nossa comunidade local, e assim vamos tecendo uma rede e construindo uma corrente de cidadania e amor, rompendo as barreiras, as formalidades e os preconceitos que separam homens e mulheres no mundo inteiro!




AMAR E SER CIDADÃO É CUIDAR DE TODOS E DO MUNDO TODO!


http://www.aldeas.org/ (em construção)


http://www.forumsocialmundial.org.br/

Lourenço Andrade de Almeida


Ação pela Cidadania Mundial – असीम


http://www.acimundi.org.br/
lourenço.andrade@uol.com.br
Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, 17 de janeiro de 2008

Nenhum comentário: