OLÁ....SEJAM BEM VINDOS!!!!!...

Queridos professores, alunos, amigos, visitantes e parceiros profissionais..

Este Blog é composto de vários tipos de textos, dentre eles: Textos Pessoais, científicos, religiosos e textos históricos.

MATÉRIAS COMENTADAS: Psicopedagogia, filosofia, teologia, sociologia, educação, cultura, lazer, diversão, pensamentos, reflexões, dicas de beleza, receitas.......e meus monólogos.......

UMA VISÃO CRÍTICA DA REALIDADE...

Este Blog espera ser um espaço de liberdade de expressão para todos os admiradores e que acompanham o desenvolvimento da educação no Brasil. Aqui discutiremos, constantemente como os povos e sociedades ao longo de toda a história da humanidade, lutam em busca de melhorias na educação, enfim, ambiente de conversas sobre usos dos novos meios de informação e comunicação em educação.
Espero ansiosa suas colaborações e acima de tudo sua criticidade objetiva.
Ressaltando que, alguns textos e imagens aqui postados não são de minha autoria, se são seus, ou se você conhece autoria, entre em contato que ficarei feliz em dar os devidos créditos.
A leitura e a reescrita das temáticas sugeridas neste blog, serão para todos nós instrumentos de avaliação, onde educador e educando se relacionarão, e aperfeiçoarão seus conhecimentos e experiências cognitivas.

Entre e fique a vontade.
Boa navegação e pesquisa.

Psicopedagoga : Maria Maura

Contato:
marimaura@hotmail.com
marimaura@gmail.com




segunda-feira, 9 de maio de 2011

Tudo sobre o sono




De onde vêm os sonhos?
Uma pessoa acordada usa a consciência para tomar decisões e agir. Ela é a parte do cérebro que convive e
atua no dia-a-dia. Entre os vários níveis da consciência, existe o subconsciente. Ele, além de guardar as
memórias pessoais, também é o responsável pela criação dos sonhos. Durante o sono, o subconsciente
formula histórias para se comunicar com o consciente.






O que acontece com o nosso corpo quando estamos
dormindo e sonhando?

Fisicamente, as condições em que os sonhos acontecem são bastante antagônicas: "ao mesmo tempo que o
corpo fica relaxado, trata-se de um momento de intensa atividade cerebral", diz Fernando Rocha Nobre,
psicólogo e editor do jornal Sonhos, em Belo Horizonte. Durante o sono, os olhos se movem
ininterruptamente, como se estivessem enxergando as cenas experimentadas. O resto do corpo, em um
mecanismo de defesa, fica completamente relaxado (exceto nas pessoas que sofrem de sonambulismo).
"De acordo com as emoções vividas no sonho, podem ocorrer suores e alterações nos batimentos cardíacos.

O que é sonambulismo?
Ele é provocado por uma arritmia cerebral, geralmente hereditária, e acontece com mais freqüência entre
crianças de três a dez anos. Trata-se de um distúrbio benigno que ocorre na primeira das seis passagens
noturnas de um sono mais profundo para uma mais superficial. As funções motoras despertam, enquanto a
consciência continua dormindo. O sonâmbulo se movimenta, mas não sabe o que está acontecendo.
Por quanto tempo um homem agüenta ficar sem dormir?
Experimentos científicos revelaram que após quatro dias é impossível ficar acordado sem seqüelas. Durante
a ditadura militar, esse era um dos métodos de tortura utilizados e acredita-se que pessoas morreram em
decorrência disso. Durante o sono ocorre a recuperação dos músculos e dos ossos, porque ele estimula a
secreção de um hormônio regenerativo, além de organizar o nosso lado emocional. Prova disso é o mauhumor
e a irritação decorrentes de noites de insônia.


Por que a gente sonha?

O sonho é uma atividade fisiológica e involuntária, como os batimentos cardíacos. Até hoje a ciência não
sabe ao certo por que o cérebro o cria. Bloquear os sonhos de um ser humano, que pode ser provocado
interrompendo as fases do sono nas quais eles ocorrem, pode afetar gravemente seu comportamento. Isso
gera, por exemplo, distúrbios de humor e dificuldade de concentração.


Por que acordamos com o rosto inchado?

Cerca de 70% de nosso corpo é constituído de líquidos e a posição em que dormimos facilita o acúmulo
deles na parte superior do corpo. Durante o dia, os líquidos tendem a se concentrar na pernas e nos pés.





Por que as pessoas roncam?

O que causa o ronco é uma obstrução parcial das vias respiratórias, que pode ocorrer por vários motivos,
como rinites, desvio do septo nasal e sinusite. A obstrução relaxa os músculos do tórax, que provoca a
abertura involuntária da boca. O ar que entra encontra resistência na língua, na úvula (campainha) e nas
amídalas e vibra, como se estivesse dentro de um aparelho de sopro.
Por que às vezes, quando estamos pegando no sono, temos a
sensação de que estamos caindo?
Isso é a alucinação hipogênica, o momento exato em que o sono está sendo gerado. Acontecem abalos
motores que, quando mais intensos, refletem-se nos músculos, criando a sensação de queda.

Por que babamos quando dormimos?
Existem dois tipos de deglutição: as voluntárias e as reflexas. Durante a noite ambas trabalham com menor intensidade do que de dia, o que gera um acúmulo maior de saliva. Além disso, a musculatura ao redor da boca fica mais relaxada e, dependendo da posição em que se dorme, é comum ocorrer a compressão da bochecha. Tudo isso pode causar a baba. "Outro fator agravante neste aspecto é a respiração oral, que pode ser corrigida por meio de tratamento otorrinolaringológico", complementa a profissional.


Por que bocejamos?

Quando estamos cansados ou entediados o metabolismo fica mais lento e o nível de gás carbônico no sangue tende a aumentarDurante o bocejo, a pessoa inspira mais ar e o organismo se equilibra. Isso porque a quantidade de oxigênio na corrente sangüínea aumenta.
Por que bocejar é tão contagioso?
Na espécie humana, a imitação é muitas vezes um ato reflexo. O bocejo, por ser um instinto básico e primitivo, acaba se tornando um estímulo para as pessoas que o observam. A resposta do corpo é praticamente automática, de forma similar ao que acontece com o riso em situações de grupo.



Por que em algumas noites não sonhamos e em outras não
conseguimos lembrar dos sonhos?

"Não existem noites em que não sonhamos", garante o psicólogo Fernando Rocha Nobre. O que é comum
acontecer, segundo ele, é a pessoa não se lembrar dos sonhos. E complementa: "podem ser vários os fatores causadores de tal esquecimento: falta de interesse e vontade de lembrar-se dos sonhos, consumo de álcool, despertar rápido e repentino, uso de medicamentos antidepressivos e tranqüilizantes ou estresse".


Por que sentimos sono após as refeições?


Aquela vontade de dormir após as refeições acontece porque nosso organismo sofre algumas alterações depois que comemos. Uma delas é o aumento das concentrações de glicose no sangue (glicemia), que leva
a uma menor atividade de alerta. Temos um centro no sistema nervoso central responsável pela vontade de comer. Essa região fica localizada próxima ao centro que controla o estado de alerta. Assim, depois de
consumir alimentos, o aumento da glicemia estimula o sono. Também podemos sentir sono depois de comer
muito. Isso porque a informação de saciedade que é levada ao cérebro nos faz perder o estado de alerta.
Um terceiro motivo é que o organismo passa por ritmos biológicos que variam durante o dia. No meio do dia (ou hora do almoço) temos um declínio desses ritmos. A dica para não ter tanta vontade de dormir é
diminuir o consumo de alimentos que promovam elevada concentração de glicose no sangue (como doces, geléias e mel) e dar preferência a alimentos de baixo índice glicêmico (pães integrais, arroz, feijão e lentilha).
Por que um barulho que escutamos quando estamos
dormindo passa a fazer parte do sonho?
Inserir um ruído externo dentro de um sonho é um mecanismo utilizado pelo inconsciente para evitar que a
pessoa acorde. Isso só acontece quando o som está em uma determinada altura: não pode ser alto o bastante para acordar quem dorme, nem tão baixo que passe despercebido.


Quanto tempo dura um sonho?







Antes acreditava-se que os sonhos aconteciam em frações de segundos, mas hoje sabemos que eles acontecem em tempo real na nossa mente, na mesma velocidade que imaginamos estar vivenciando-os. Um sonho costuma durar de 10 a 40 min e relaciona-se sempre com nossos medos, preocupações, desejos ou
coisas que estão para acontecer. Há pessoas que acreditam não sonhar, mas elas apenas não se recordam com o que sonharam. Para lembrarmos de um sonho, é preciso acordar no momento em que ele acontece.



marimaura@hotmail.com


Fonte: Do livro dos curiosos


Perguntas e respostas

Nenhum comentário: